“A literatura é fundamental para o ato de pensar”, afirma Tony Bellotto

Tony Bellotto, acompanhado da mulher Malu Mader, participa da terceira edição do Sempre Um Papo Itabira, que acontece nesta segunda-feira (14), às 19h

“A literatura é fundamental para o ato de pensar”, afirma Tony Bellotto
Foto: Chico Cerchiaro/Divulgação
O conteúdo continua após o anúncio


Seja em uma música, que reverbera pelos fones de ouvido, seja naquela novela que você acompanha, cujo roteiro guarda a mais surpreende reviravolta, a literatura se faz presente — extrapolando as páginas dos livros. Essa singularidade das palavras reflete um pouco da relação de Malu Mader e Tony Bellotto, um dos casais mais emblemáticos da cena cultural brasileira, convidados do Sempre Um Papo Itabira desta segunda-feira (14), às 19h, com transmissão on-line.

Tony Bellotto tem um trabalho que vai além das guitarras dos Titãs. Ele desenvolveu um sólida carreira como escritor, com dez livros lançados, sendo que o último deles, “Dom”, lançado em 2020, inspirou uma série homônima no serviço de streaming Amazon Prime Video. Também foi apresentador do programa “Afinando a Língua”, no Canal Futura, que ensinava literatura brasileira e língua portuguesa por meio de letras de músicas..

Pela natureza do seu ofício, Malu Mader sempre teve um contato próximo à literatura — tanto nos roteiros em que deu vida quanto nas adaptações que levou para as telas e o teatro. Um repertório que reúne obras de Jorge Amado, Maria Clara Machado, Monteiro Lobato e Nelson Rodrigues…

De uma maneira única, o casal mantém uma relação própria com as palavras: na particularidade com que se envolvem com elas em seus trabalhos, mas, também, na paixão em comum que compartilham. É justamente sobre essa conexão com a literatura que Malu Mader e Tony Bellotto conversam com o jornalista Afonso Borges.

O idealizador do Sempre Um Papo conduzirá essa conversa a partir de uma transmissão gerada da Fazenda do Pontal, em Itabira, cujo tema não poderia ser outro: “Literatura e Arte: o Amor aos Livros”.

Antes, Tony Bellotto conversou com a reportagem da DeFato e deu uma prévia do que pode acontecer na noite desta segunda-feira. Confira a entrevista:

DeFato: Qual a importância da literatura para você?

Tony Bellotto: A literatura pra mim é de uma importância imensurável porque foi uma forma que me atraiu. Desde muito novo sou fascinado pelos livros — e não só pelo o que contam, mas também pela figura do escritor, de quem escreve aquelas obras — e, ao longo da vida, sempre fui um leitor muito voraz. Lia desde a caixa de cereais até bula de remédio e, principalmente, os livros.

Já na vida adulta vem a questão de começar a me expressar pela literatura também. Essa questão de escrever livros é fundamental, estou sempre escrevendo alguma coisa. Não faço isso por nenhuma obrigação profissional, é um impulso mesmo interior, uma necessidade vital de escrever e ler sempre. Então a literatura pra mim é mais que importante, é vital.

DeFato: Qual o livro que mais te marcou? Por quê?

Tony Bellotto: É difícil dizer assim quais os livros mais marcaram. São tantos ao longo da vida, em momentos diferentes. Mas, para escolher um, entre tantos, tem um pequeno livro que me marco demais, no final dos anos 80 e início dos anos 90, que foi uma tradução do “Pergunte ao Pó”, do John Fante.

Era uma edição brasileira com tradução do Paulo Leminski. Particularmente é um livro que me fascinou muito porque ele contém alguma coisa muito peculiar, muito única na maneira como John Fante escreve, e foi um livro muito determinante para a minha estreia como escritor, para a criação do meu personagem, o Bellini. Então é um livro legal de ressaltar: “Pergunte ao Pó”, de John Fante, na tradução muito peculiar de Paulo Leminski.

DeFato: Vivemos em uma sociedade bastante imediatista e de leituras rasas. Para muitos, as fontes de informações são mensagens curtas e chamadas em redes sociais. Para você, qual a importância da literatura para o desenvolvimento pessoal e social? E como despertar o gosto e o hábito de ler?

Tony Bellotto: A literatura é fundamental, não só na formação individual, social e intelectual do indivíduo, mas na própria formação do cérebro, na potencialização do ato de pensar. Realmente as redes sociais, esses meios de comunicação na internet de hoje em dia, nos levam a uma comunicação de leitura e escrita muito imediatista, muito redutora.

A leitura é fundamental, é única. O exercício da leitura é muito importante e essa questão de como incentivar a leitura é difícil, cada vez mais difícil pelo que eu observo. Sempre pensei nisso e, durante anos, tive um programa no Canal Futura, o “Afinando a Língua”, que trabalhava muito essa ideia de estimular a leitura, principalmente em espectadores mais jovens.

Pensando na minha própria experiência na escola, acho que deve ter um cuidado muito especial, e acho que há por parte de muitos professores e educadores, na maneira em como fazer as crianças e os jovens perceberem o prazer da leitura. Mais importante do que listar clássicos que precisam ler talvez seja perceber de uma maneira peculiar o que cada criança demonstra gostar de ler e, por ali, seduzi-los para leituras mais profundas. Sempre fui a favor, por exemplo, da questão das histórias em quadrinhos.

É preciso estimular leitura, fazer um trabalho muito minucioso de como atrair os jovens para a literatura. Eu sou a favor de que isso seja muito bem estimulado porque quando a pessoa percebe a magia da leitura, aquele momento em que ela se encanta e percebe os grandes voos de imaginação que aquilo proporciona, aí você ganhou o leitor, que vai seguir assim pra sempre. Mas essa primeira captura do leitor é muito importante.

DeFato: Vocês vão participar da próxima edição do Sempre Um Papo Itabira. Qual o sentimento de conversar sobre literatura em um evento que tem como base a terra natal do poeta Carlos Drummond de Andrade?

Tony Bellotto: O Sempre Um Papo é uma oportunidade única de falarmos sobre literatura, sobre os nossos trabalhos. E o Afonso Borges sempre conduz a conversa de uma maneira divertida.

Vai ser um prazer fazer esse Sempre Um Papo hoje (segunda-feira), que tem uma conotação especial: o Afonso vai fazer essa condução de Itabira, a terra desse grande poeta brasileiro e da língua portuguesa que é o Carlos Drummond de Andrade.

Itabira é uma cidade que influenciou muito a poesia do Drummond e todos nós, brasileiros, conhecemos Itabira desde jovens porque é a terra de Drummond e ele a descreve de uma maneira afetiva e original. Então acho que esse fato vai dar todo um caráter especialíssimo para esse Sempre Um Papo.

SERVIÇO

Sempre Um Papo Itabira recebe Malu Mader e Tony Bellotto
Data e horário: segunda-feira (14), às 19h
Local: YouTubeFacebook e Instagram do Sempre Um Papo
Informações: www.sempreumpapo.com.br

MAIS NOTÍCIAS