Acidente na avenida João Pinheiro deixa mulher ferida

Uma mulher de 28 anos, que queixava de dores pelo corpo, foi levada para o pronto socorro após uma colisão envolvendo dois carros na rotatória da Avenida João Pinheiro com a Rua Água Santa, no Centro, em Itabira. O acidente aconteceu na última segunda-feira, 20 de maio. O jovem de 19 anos, que dirigia o Hyundai […]

Acidente na avenida João Pinheiro deixa mulher ferida
Fotos: Thales Benício|Fotos: Thales Benício

Uma mulher de 28 anos, que queixava de dores pelo corpo, foi levada para o pronto socorro após uma colisão envolvendo dois carros na rotatória da Avenida João Pinheiro com a Rua Água Santa, no Centro, em Itabira. O acidente aconteceu na última segunda-feira, 20 de maio. O jovem de 19 anos, que dirigia o Hyundai HB20, disse que desceu a Rua Juca Machado e ao acessar a rotatória para seguir pela Rua Água Santa foi surpreendido pelo Gol que avançou a parada obrigatória e colidiu contra a lateral direita do seu carro.

Em conversa com os policiais, que registraram a ocorrência, o homem de 37 anos, afirmou que dirigia o Gopela Avenida João Pinheiro, em direção à rodoviária, que ao se aproximar da rotatória pisou no freio, mas o carro não parou e ao avançar a parada obrigatória colidiu contra o HB20. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado para socorrer a vítima que estava no banco do passageiro do Gol. A mulher, que reclamava de dores nas pernas e na cabeça, foi imobilizada pela equipe de resgate e encaminhada para o pronto socorro. O trânsito na avenida, no sentido rodoviária, ficou interditado para o resgate da vítima.

Fotos: Thales Benício

No pronto socorro, em conversa com os policiais, a vítima relatou que teve uma discussão com o namorado que estava dirigindo e ao olhar para ela desviou a sua atenção para o trânsito ocasionando o acidente. A mulher afirmou ainda que alertou o namorado sobre o HB20 na rotatória, mas quando ele olhou para frente e tentou frear, não conseguiu parar a tempo de evitar a colisão. Segundo a polícia, não houve acordo entre as partes envolvidas e a ocorrência foi encaminhada para a delegacia de trânsito da Polícia Civil e o ressarcimento de danos poderá ser solucionado na justiça.