Ainda sem detalhamento, consumo em bares e restaurantes será autorizado em Monlevade

Academias ainda não estão autorizadas a reabrirem. Salões de beleza em Monlevade já funcionavam, com agendamento prévio

Ainda sem detalhamento, consumo em bares e restaurantes será autorizado em Monlevade
Consumo em bares e restaurantes será autorizado em Monlevade – Foto: Divulgação

A exemplo de Itabira, João Monlevade irá aderir formalmente ao programa Minas Consciente, do Governo do Estado. Esse programa é o responsável por ditar as diretrizes de funcionamento do comércio, devido à pandemia do coronavírus. Assim, bares e restaurantes do município poderão funcionar com consumo nos estabelecimentos. Em Monlevade, os dois segmentos já funcionavam, mas no sistema delivery. A prefeita Simone Moreira (PTB), ainda não detalhou o horário de funcionamento, nem as prerrogativas. A expectativa é de que este detalhamento seja feito ainda hoje (10).

O conteúdo continua após o anúncio

Com relação às academias, a prefeita esclareceu que ainda não é permitido o funcionamento. Isso porque Monlevade é classificada na onda amarela, enquanto academias e estúdios de ginásticas estão na onda verde. Contudo, salões de beleza já funcionavam em Monlevade, com agendamento prévio.

Como funciona?

Na onda vermelha, podem funcionar apenas serviços essenciais, como supermercados, bancos, padarias, fábricas e hotéis. Bares e restaurantes podem funcionar por meio do sistema de entregas. Já no nível intermediário, onda amarela, libera-se as atividades tidas como não essenciais, mas com baixa possibilidade de disseminação do vírus, como autoescolas, floriculturas, salões de beleza e livrarias. Nesta fase, bares e restaurantes estão autorizados a abrir as portas, desde que cumpridas as medidas sanitárias e de distanciamento. Por fim, na onda verde, a mais ampla, academias de ginástica e shows musicais podem ser retomados, além de clubes, teatros e cinemas.

MAIS NOTÍCIAS