Mercado imobiliário aquecido traz oportunidade de novos negócios

Alta do mercado traz novos valores e os mesmos podem causar dúvidas. Para uma boa compra, a ajuda de um profissional é indispensável

Mercado imobiliário aquecido traz oportunidade de novos negócios
Foto Pixabay

O ano de 2019 trouxe novas perspectivas para o mercado imobiliário. Após seis anos de queda, a venda de imóveis residenciais cresceu cerca de 10%, segundo dados da Cushman & Wakefield. Além disso, a absorção líquida no segmento, saldo entre ocupações e devoluções de espaços chegou a 195.504 metros quadrados em 2018, melhor resultado em cinco anos, atribuído à oportunidade de mudar para bairros melhores.

Embora o cenário seja promissor, é comum que nasçam dúvidas em relação a valores por conta das oscilações. “Nesse momento de alta, os preços começam a mudar, muitas vezes aumentando. É justamente nessa época em que os questionamentos podem surgir, afinal, um valor pode sofrer alteração de mais de 100% em um curto espaço de tempo”, diz Evandro Correia, sócio-fundador da NERO Perícias, empresa especializada em avaliação de imóveis perícia grafotécnica .

Desmistificando valores

Para ter certeza de que um bom negócio está sendo feito, é preciso entender – a fundo – se o valor que está sendo cobrado condiz com a realidade. “Antes de precificar um imóvel, é preciso fazer um estudo de sua estrutura e localização”, diz o especialista. “Para isso, é muito importante que tudo esteja dentro dos conformes: ou seja, um profissional da área será a única pessoa capaz de responder”, complementa.

O responsável por executar esse estudo é o perito avaliador de imóveis . Utilizando como base a Norma da ABNT Nbr 14.653, o perito avaliador de imóveis conseguirá garantir que todos os fins judiciais, itens de inventário de partilha e até mesmo desapropriações estão regulamentados. Além disso, o profissional também deve ser credenciado ao CNAI, Cadastro Nacional de Avaliadores Imobiliários, regulamentado pela COFECI em sua resolução 1.066/07.

Todo o processo, realizado dentro dos conformes, não só aplica um valor venal dentro do que é correto, mas o justifica. “O dono do imóvel receberá um laudo explicando todos os detalhes e certificando tudo o que está proposto em contrato”, diz Correia. “Isso assegura que o negócio fechado beneficia o dono do imóvel e seu novo comprador, deixando todas as dúvidas e incertezas de lado”, finaliza. (Dino Distribuidor de Notícias)