“Comprei uma pistola Glock”, afirma Joice Hasselmann; deputada diz ter sofrido um atentado

Em entrevista exclusiva para o jornal O Globo, a parlamentar contou que acordou em uma poça de sangue. O marido da deputada dormia em outro quarto do apartamento

“Comprei uma pistola Glock”, afirma Joice Hasselmann; deputada diz ter sofrido um atentado
Foto: Reprodução / Youtube Joice Hasselmann

Na noite dessa quinta-feira (22), a jornalista Bela Megale, por meio de seu coluna no jornal O Globo, publicou com exclusividade uma entrevista com a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP). No texto, a parlamentar conta ter sofrido o que categorizou como “atentado”, na noite do último sábado (17).

De acordo com o que narrou a deputada federal, a última lembrança que ela tem é a de estar assistindo à TV, no apartamento funcional em que vive, em Brasília. Seu marido, o neurocirurgião Daniel França, estava no imóvel, dormindo em outro cômodo. De acordo com Joice, o casal dorme separado porque ele tem problemas com ronco.

Joice Hasselmann explicou que acordou, sete horas mais tarde, em meio a uma poça de sangue no chão de seu closet, com cinco fraturas no rosto e uma na costela. Ela também estava ainda com um dente quebrado e queixo cortado. Ela contou ainda que isso foi por volta das 7h da manhã e que ligou para o celular do marido pedindo ajuda porque não conseguia se levantar.

Ainda de acordo com a deputada, foi ele quem a levou para o quarto, fez curativos e ministrou os remédios. Segundo detalhou para o jornal O Globo, Joice acionou a Polícia Legislativa para investigar o caso e afirmou que acredita que foi “vítima de um atentado”.

A parlamentar disse que chegou a cogitar a possibilidade de ter sofrido um desmaio e, assim, se machucado na queda. Porém, as fraturas constatadas em seu corpo e rosto estavam em lugares muito distintos. “É improvável que eu tenha conseguido cair de jeitos diferentes para lesionar tantas partes do meu corpo. Um dos médicos que me atendeu perguntou se eu levei chutes. Mas não posso acusar sem provas. Não me lembro de nada” disse a deputada federal à Bela Megale.

Denúncia e investigações

Na última terça-feira (20), Hasselmann relatou que foi atendida por uma junta de dentistas e que fez exames no Hospital Sírio-Libanês, em Brasília. Ela também comunicou o ocorrido ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a quem expôs sua suspeita de agressão.

Ao jornal O Globo, ela revelou que a Polícia Legislativa solicitou as imagens das câmeras do prédio. “Nessa sexta-feira (23) prestarei depoimento e indicarei testemunhas, como meu marido, funcionários da casa e porteiros do prédio”.

De acordo com o que contou à Bela Megale, a deputada reforçou sua proteção com segurança particular; dois funcionários para dormir em sua residência na capital federal e troca de todas as fechaduras da casa. Além disso, Joice Hasselmann confirmou que vai andar armada.

“Só preciso fazer a prova de tiro para ter a minha posse de arma. Comprei uma pistola Glock e ela não vai sair do meu lado, nem na hora de dormir”, declarou.

MAIS NOTÍCIAS