Como vai ser a partilha de bens da Marília Mendonça?

O Tribunal de Justiça de Goiás começa a analisar a herança deixada pela cantora

Como vai ser a partilha de bens da Marília Mendonça?
A cantora Marília Mendonça morreu em um acidente aéreo. Foto: Divulgação
A cantora Marília Mendonça, de 26 anos, que faleceu em novembro do ano passado em um acidente aéreo, segundo estimativas deixou uma fortuna de aproximadamente R$ 500 milhões. No fim do mês passado a justiça iniciou a análise dos bens deixados por ela. O processo segue em segredo de justiça na 1ª Vara de Sucessões de Goiânia.

Herdeiro

Marília Mendonça teve um relacionamento com o cantor Murilo Huff e deixou um filho que completou 2 anos um mês após sua morte. Léo é o único herdeiro natural da cantora. Por ser menor de idade, Léo só poderá administrar sua herança após completar 18 anos. Atualmente, a guarda da criança está sendo compartilhada entre Murilo e a avó materna.

A fortuna

A cantora conseguiu adquirir esse patrimônio por meio de diversos shows realizados, lives, royalties e direitos autorais, além de muitos investimentos. A família de Marília continua recebendo os direitos autorais das composições dela e por isso seu patrimônio ainda está aumentando. A previsão do término do processo de inventário, de acordo com  a legislação brasileira, é de um ano.

A morte

A cantora morreu no dia 5 de novembro de 2021 na queda do bimotor Beech Aircraft, que tinha destino o aeródromo de Ubiporanga. Marília Mendonça tinha um show em Caratinga, naquela noite. Além dela, outras quatro pessoas perderam a vida no acidente: o piloto e o co-piloto da aeronave, um produtor e um tia da cantora.

O médico-legista Thales Bittencourt de Barcelos disse que Marília Mendonça morreu vítima de politraumatismo. A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informou que continua com as investigações para apurar se o acidente foi causado por falha mecânica ou por erro do piloto.

MAIS NOTÍCIAS