Cruzeiro se comprometeu a pagar mais de R$ 50 milhões em ‘operação Rodriguinho’; saiba valores renegociados para 2021

Negócio foi um dos mais caros da era do ex-presidente Wagner Pires de Sá.

Cruzeiro se comprometeu a pagar mais de R$ 50 milhões em ‘operação Rodriguinho’; saiba valores renegociados para 2021
A contratação do meia-atacante Rodriguinho, em janeiro de 2019, é uma das que causam mais impacto entre aquelas que foram realizadas pela gestão do ex-presidente Wagner Pires de Sá. Documentos obtidos pelo Superesportes apontam que o Cruzeiro se comprometeu pagar, ao longo de 36 meses de contrato, um montante de R$53 milhões

O conteúdo continua após o anúncio

O valor total – não necessariamente gasto pelo Cruzeiro, uma vez que Rodriguinho rompeu o vínculo e seguiu para o Bahia – inclui aquisição de direitos econômicos (cerca de R$ 26,3 milhões), remuneração do jogador ao longo dos 36 meses (cerca de R$ 14 milhões), direito de imagem (R$ 9,3 milhões), além de comissões de intermediários (R$ 3,4 milhões).

Imagens – Rodriguinho foi apresentado por Wagner em janeiro de 2019

MAIS NOTÍCIAS