Nove campos de Itabira passarão por requalificação para o campeonato amador

Projeto será iniciado na próxima terça-feira

Nove campos de Itabira passarão por requalificação para o campeonato amador
Novidade foi anunciada pela secretária de esportes, Natália Lacerda. Foto: Prefeitura de Itabira/Divulgação
O conteúdo continua após o anúncio


Nove campos do futebol amador de Itabira passarão por uma requalificação a partir da próxima terça-feira (16). A ação foi anunciada pela secretária municipal de Esportes, Lazer e Juventude (SMELJ), Natália Lacerda, durante a prestação de contas da pasta na Câmara de Itabira, na última segunda-feira (9).

A requalificação dos gramados é a premissa do projeto Esporte 360º, da Prefeitura de Itabira, e contemplará nove clubes: Ivipa, Campestre, Vila Nova, São Lourenço, Pedreira, CSA, Gabiroba, Boa Esperança e Carmo. A Secretaria de Esportes irá salgar, nivelar, adubar e aguar cada um dos gramados.

Prevista para ser concluída até o dia 19 de junho, quando será iniciado o Campeonato Amador de Itabira, a ação está inserida em um orçamento que gira em torno dos R$ 1,7 milhão de reais e envolverá outras atividades. De acordo com Natália Lacerda, até aqui o processo de requalificação foi orçado em R$ 38 mil reais, mas esse número deverá aumentar, chegando em até R$ 80 mil.

“Ainda faltam (os custos das) horas do rolo, que são (responsabilidade) das (Secretaria) Obras, valor dos caminhões pipa. Hoje temos nove caminhões, mas teremos que aumentar se quisermos um resultado melhor do processo de adubação, ainda estou vendo qual será o impacto financeiro disso. E o trator agrícola, que é parceria com a Agricultura. Estipulamos que vai ficar de 60 a 80 mil reais”, detalha.

A secretária de Esportes e Lazer ainda explicou porque a ação não contemplará todos os clubes participantes do torneio. Segundo ela, cada instituição esportiva tem seu próprio foco neste momento. “Por que todos os campos não estão (inseridos no projeto)? Porque não era prioridade do Manganês, por exemplo, fazer uma qualificação do gramado, se a prioridade dele era cercamento (do campo). Por que não era prioridade do União? Idem. Então temos uma conversa muito ativa e direta com os dirigentes. O Felipe, que está como diretor de Esportes e Lazer, é a referência. E nisso temos o mapeamento do que é a prioridade.

MAIS NOTÍCIAS