Placas de rotas de fuga voltam a ser alvo de vândalos em São Gonçalo do Rio Abaixo

A Polícia Civil investiga novas ações de vandalismo envolvendo sinalização de rotas de fuga instaladas pela Defesa Civil em São Gonçalo do Rio Abaixo. Recentemente, duas placas foram arrancadas na rua Henriqueta Rubim, no bairro Niterói. Investigadores realizaram diligências, nessa quarta-feira (5), em vários pontos da cidade. Um inquérito será instaurado pelo delegado regional, Helton […]

Placas de rotas de fuga voltam a ser alvo de vândalos em São Gonçalo do Rio Abaixo
Placas de rota de fuga foram arrancadas por vândalos – Foto: Divulgação PMSGRA||O coordenador da Defesa Civil

A Polícia Civil investiga novas ações de vandalismo envolvendo sinalização de rotas de fuga instaladas pela Defesa Civil em São Gonçalo do Rio Abaixo. Recentemente, duas placas foram arrancadas na rua Henriqueta Rubim, no bairro Niterói. Investigadores realizaram diligências, nessa quarta-feira (5), em vários pontos da cidade.

Um inquérito será instaurado pelo delegado regional, Helton Cota. De acordo com a Prefeitura, por conta da gravidade da situação, o caso poderá ser qualificado como dano ao patrimônio público.  O Código Penal prevê pena de detenção de seis meses a três anos e multa.

As placas de rotas de fuga foram instaladas em São Gonçalo do Rio Abaixo para direcionar a população para locais seguros em caso de rompimento da barragem Sul Superior, da Vale, localizada em Barão de Cocais. Os trabalhos da Polícia Civil foram acompanhados pelo coordenador da Defesa Civil Municipal, Sebastião Romualdo Pereira.

Investigadores também apuram a gravação de um vídeo realizada no local onde estão estacionados veículos à disposição da Defesa Civil Municipal para situação de emergência. Pelas imagens, o homem, aparentemente com sintomas de embriaguez, faz ironias com a possibilidade de rompimento da barragem. Tudo indica que a gravação tenha sido feita por algum funcionário da Prefeitura em horário de serviço.

O coordenador da Defesa Civil, Sebastião Romualdo, acompanhou os trabalhos da Polícia Civil – Foto: Anángia Flóis/ACOM PMSGRA

Reincidência

Em abril, placas com indicação de rotas de fuga tiveram o sentido de indicação alterado em alguns pontos da cidade. Depois, um homem chegou a ser detido pela Polícia Militar acusado de postar fotos com uma das placas em frente a um bar do município.