Zezé di Camargo diz que STF quer ser Judiciário, Executivo e Legislativo

Vídeo postado na noite de ontem (22) alcançou 306 mil views, 48 mil curtidas e mais de 13 mil comentários

Zezé di Camargo diz que STF quer ser Judiciário, Executivo e Legislativo
Foto: reprodução

O cantor Zezé di Camargo usou suas redes sociais para declarar apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Em um vídeo, postado no Instagram, o cantor sertanejo comenta sobre um vídeo da reunião ministerial de 22 de abril e a suposta interferência política do presidente na Polícia Federal (PF). “Não sou advogado do Bolsonaro, votaria nele hoje de novo, pelas minhas convicções, pela maneira que ele tem de pensar sobre o Brasil”, declarou.

O vídeo foi postado na noite de ontem (22) e até o momento da publicação desta reportagem 306 mil pessoas já haviam assistido e 42,5 mil curtidas e mais de 13 mil comentários. Zezé di Camargo expõe, segundo ele, sua visão enquanto cidadão e não como artista.

“Já jurei pra mim um milhão de vezes que não ia falar sobre política, me meter em assuntos que, de repente, não me dizem respeito. Mas, como cidadão, como homem que gera empregos, paga seus impostos, mora no Brasil, que veio de uma classe baixa e passou por todas as esferas da sociedade, ver o que está acontecendo no Brasil me dá direito de falar como cidadão, não como artista”, disse. 

O cantor diz que assistiu o vídeo na íntegra e que não existem provas de uma possível interferência de Bolsonaro no comando da Polícia Federal, como denunciado pelo ex-ministro Sérgio Moro.

“Fizeram um barulho tremendo em relação esse vídeo. Foi líder de audiência em todas as emissoras, canais aberto e fechado. Eu fui ver, assisti o vídeo todo. É impressionante gente, o que estão fazendo com esse homem. Não sou advogado do Bolsonaro, votaria nele hoje de novo, pelas minhas convicções, pela maneira que ele tem de pensar sobre o Brasil. Discordo dele na maneira como comunica com as pessoas. É um cara chucro, bronco, vamos dizer assim em uma linguagem mais popular. Mas é muito verdadeiro”, ponderou o sertanejo.

O conteúdo continua após o anúncio

Sobre a acusação de o presidente defender os filhos, Zezé di Camargo questiona: “qual pai não defenderia seus filhos em qualquer circunstância?”. No entanto, ao seu ver, não é este o caso. “Fui ver o vídeo. Fortaleceu mais o cara. O vídeo não prova nada. Tudo que o Bolsonaro falou antes da divulgação do vídeo foi comprovado”. 

O cantor comentou ainda sobre a independência dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. De acordo com o sertanejo, o Supremo Tribunal Federal (STF) “deu uma prova absurda de quer ser o único poder desse país, passando por cima de prerrogativas do presidente e do Congresso”. “É uma invasão de poder. Estão confundindo o limite deles e ultrapassando toda hora para impor derrotas ao presidente”, disparou.

Confira o vídeo na íntegra:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Zezé Di Camargo (@zezedicamargo) em

MAIS NOTÍCIAS