Abordagem policial termina com morte de um homem por asfixia em Sergipe

Após ser colocado em porta-malas cheio de gás por policiais rodoviários, o homem de 38 anos acabou morto

Abordagem policial termina com morte de um homem por asfixia em Sergipe
O advogado Pedro Moreira relembra o episódio da morte de um homem jogado no porta-malas de uma viatura policial enquanto gás era lançado no interior criando uma verdadeira câmara de gás. Foto: Reprodução

Militares da Polícia Rodoviária Federal realizaram uma abordagem policial que acabou em tragédia. Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, foi interpelado pelos militares na rodovia BR-101, em Umbaúba, Sul de Sergipe, nesta quarta-feira (25).

 

Durante a abordagem, os militares colocaram o homem dentro do porta-malas da viatura – que estava cheio de um gás branco – e o contiveram à força, utilizando a porta. Testemunhas filmaram o acontecimento, veja o vídeo: 

É possível ouvir, no vídeo, os cidadãos que assistiam ao fato comentarem: “vai matar o cara aí dentro”, contudo, ainda assim os policiais continuaram a ação. E, é possível pé receber que, quando os agentes abrem o porta-malas, o homem já não se mexe mais. Em nota oficial, a PRF declarou que os agentes declararam que estavam contendo a agressividade de Genivaldo.

Leia a íntegra da nota da PRF:

“Na data de hoje, 25 de maio de 2022, durante ação policial na BR-101, em Umbaúba-SE, um homem de 38 anos, resistiu ativamente a uma abordagem de uma equipe PRF. Em razão da sua agressividade, foram empregados técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção e o indivíduo foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Umbaúba.

Durante o deslocamento, o abordado veio a passar mal e socorrido de imediato ao Hospital José Nailson Moura, onde posteriormente foi atendido e constatado o óbito. 

A equipe registrou a ocorrência na Polícia Judiciária, que irá apurar o caso. A Polícia Rodoviária Federal em Sergipe lamenta o ocorrido e informa que foi aberto procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos.”

Na manhã desta quinta-feira (26), o Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe divulgou o laudo que aponta as causas e o resultado da morte de Genivaldo. A vítima morreu por asfixia mecânica e insuficiência respiratória aguda, segundo apontado pela Secretaria de Segurança Pública do estado (SSP-SE). 

MAIS NOTÍCIAS