Antiga Manabi acerta compra de mineradora em Antônio Dias

MLog mantém projeto de mineração também em Morro do Pilar

Antiga Manabi acerta compra de mineradora em Antônio Dias
Mineradora Marsil foi adquirida pela MLog – Divulgação

A MLog, antiga Manabi Mineração, anunciou nessa quarta-feira, 25 de abril, por meio de fato relevante, a compra da Marsil Mineração, mineradora de minério de ferro com operação no município de Antônio Dias, bem próximo a Santa Maria de Itabira. O negócio não teve o valor divulgado.

A MLog tem projetos também em Morro do Pilar. Além da mineração, a empresa atua nos segmentos de logística e navegação. O compromisso vinculante é para a compra total da Marsil. De acordo com o comunicado da empresa, a mineradora adquirida opera atualmente abaixo de sua capacidade por limitações financeiras, com uma produção de 220 mil toneladas de minério de ferro no ano passado.

Segundo o site Notícias de Mineração Brasil, o grupo Bocaiuva, atual detentor das cotas da Marsil, passará a integrar o bloco de controle da MLog por meio da subscrição de novas ações emitidas por sua controladora indireta, a Maverick Empreendimentos e Participações S.A. (MEP). O negócio também inclui a reestruturação futura da MLog, com a segregação da atividade de mineração e ativos detidos pela companhia. A aquisição da Marsil está condicionada à integralização da parcela vencida do aumento de capital da MLog já subscrito e parcialmente integralizado pela Maverick Holding.

“A companhia, com a conclusão dessa operação, segue o compromisso assumido com seus acionistas e conselho de administração de buscar ativos geradores de caixa para compor o seu portfólio de negócios”, diz a Mlog, em documento assinado pelo diretor de Planejamento e Relações com Investidores, Gustavo Barbeito de Vasconcellos Lantimant Lacerda.

Mineradora fica próximo à estrada do Piçarrão, que liga Santa Maria de Itabira a Nova Era – Foto: DeFato

Marsil

De acordo com Jazida.com, a Marsil possui um processo junto a Agência Nacional de Mineração (ANM), que é justamente a concessão de lavra para minério de ferro e gema no município de Antônio Dias.

A mineradora foi fundada em 1972, com o objetivo de explorar, extrair, beneficiar, carregar, transportar e comercializar minérios minerais e outras atividades correlatas ao ramo de mineração. A jazida explorada pela empresa é chamada de Fazenda Liberdade, com o minério de ferro constituído, essencialmente, por martita (Fe3O4), especularita (Fe2O3), magnetita (Fe3O4) e hematita (Fe2O3) granulares. Com informações da MLog e da Marsil.

MAIS NOTÍCIAS