Com estoque no fim, vacinação da 2ª dose contra a Covid-19 é suspensa em Itabira

GRS aguarda o recebimento das novas doses que chegaram ao estado; a previsão é repassar na segunda ou terça aos municípios

Com estoque no fim, vacinação da 2ª dose contra a Covid-19 é suspensa em Itabira
Município mantém drive-thru nos estacionamentos da Funcesi e Prefeitura. Foto: Divulgação/Prefeitura de Itabira
O conteúdo continua após o anúncio


A vacinação de segunda dose contra a Covid-19, com imunizantes da Coronavac, está suspensa a partir desta sexta-feira (30) em Itabira, após o estoque de vacinas acabar. A imunização com a primeira dose segue nas unidades de saúde, por meio de agendamento, com vacinas da AstraZeneca. Nos postos, são atendidos grupos prioritários, especialmente os idosos na faixa etária de 64 a 60 anos (a ordem de convocação é decrescente).

A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde. Hoje, foram aplicadas as últimas doses disponíveis da Coronavac, em quem aguardava o reforço. Para continuar o calendário de vacinação, o município espera novo envio de vacinas por parte dos governos federal e estadual.

Nessa quinta-feira (29), chegou ao estado o 15º lote de imunizantes enviados pelo Ministério da Saúde, com 578 mil doses da AstraZeneca e 11.800 doses da Coronavac, totalizando 589.800 doses. As vacinas já estão na Central Estadual da Rede de Frio e, de lá, serão enviadas às 28 unidades regionais de saúde.

GRS aguarda recebimento

Procurada, a Gerência Regional de Saúde (GRS) de Itabira informou, por meio de sua assessoria de comunicação, que as novas doses para o município devem ser dispensadas na segunda ou terça-feira da próxima semana. A seção espera a chegada das vacinas para distribuí-las entre as 24 cidades de sua jurisdição – processo que têm levado, normalmente, três dias úteis após o desembarque na capital mineira.

A Prefeitura de Itabira ressaltou que o problema tem sido verificado em todo país e está relacionado à defasagem na produção e distribuição por parte das demais esferas. “As últimas remessas encaminhadas aos municípios foram compostas, quase na totalidade, por imunizantes da AstraZeneca”, esclareceu o município.

As vacinas disponíveis no Brasil e distribuídas até agora, a CoronaVac e a AstraZeneca, exigem duas doses. A da CoronaVac é indicada até 28 dias após a primeira aplicação; e a AstraZeneca, após 12 semanas.

“É um problema que tem sido a realidade de várias cidades do Brasil em todos os estados. Na nossa região também não é diferente, com muitos municípios já suspendendo a vacinação de segunda dose desde o início da semana. Até tivemos pessoas de outras cidades que vieram para Itabira na tentativa de receber a imunização complementar. Felizmente, ainda conseguimos avançar bastante, chegando até os 69 e 70 anos nesta sexta-feira, mas agora teremos que interromper até a chegada de novas doses, o que esperamos para a semana que vem”, diz a superintendente de Vigilância Epidemiológica de Itabira, Leandra Figueiredo.

A escassez de imunizantes já foi formalizada com ofício à GRS. Nesta sexta, as últimas vacinas foram aplicadas mediante entrega de senhas nos drive-thrus da Prefeitura e da Funcesi. Segundo a Prefeitura de Itabira, desde o início da campanha de vacinação, até o dia 28 de abril, já foram aplicadas 26.042 doses contra a Covid-19 no município.

Calendário

Até essa quinta-feira (29) ocorreu a aplicação da 1ª dose da vacina contra Covid-19 nos idosos de 63 anos, no drive-thru da Prefeitura.

Já o cronograma de segunda dose, aplicadas nos estacionamentos da Funcesi e Prefeitura, imunizou idosos com 75 anos na terça (27); idosos com idades entre 73 e 74 anos, na quarta (28); e, ontem (29), o público com 71 e 72 anos. Nesta sexta (30), seriam atendidos quem tem 69 e 70 anos. No sábado (1/5), a agenda receberia idosos com 68 anos; no dia 3, de 67 anos; no dia 4, de 66 anos; e, por fim, no dia 5 de maio, quem tem 65 anos.

MAIS NOTÍCIAS