Para ajudar vestibulandos, itabirana cria plataforma com conteúdos gratuitos para estudo

Com a ajuda de professores do cursinho que frequenta, Isabelle Ribeiro disponibilizou gratuitamente um compilado com diversos conteúdos para estudantes que farão o Enem

Para ajudar vestibulandos, itabirana cria plataforma com conteúdos gratuitos para estudo

Uma itabirana de 22 anos criou uma iniciativa solidária para ajudar vestibulandos que estão encontrando dificuldades para estudar durante a pandemia do coronavírus. Isabelle Ribeiro, que estuda há quatro anos para ingressar em Medicina a partir de uma universidade federal, está alimentando uma plataforma com conteúdos atualizados das matérias essenciais para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), utilizado atualmente como porta de entrada para universidades.

Em conversa com a redação da DeFato, Isabelle, que estuda atualmente com uma bolsa integral no cursinho devido às boas notas obtidas no último ano, explicou sobre a ideia de compartilhar o material educativo. “Com a pandemia, eu e tantos colegas que reconhecemos nossos privilégios socioeconômicos estávamos debatendo sobre como a doença também têm salientado as desigualdades. Eu faço um cursinho em Belo Horizonte, que tem sede em SP, e desde o primeiro dia que nos determinaram voltar para casa e estudar online, eles [cursinho] nos deram todas as estruturas necessárias para mantermos nosso estudo em dia e nosso rendimento”, disse.

Sabendo que as oportunidades entre os vestibulandos no geral são diferentes, a itabirana conseguiu com os professores a autorização para compartilhar os arquivos que forem enviados durante o isolamento social de forma gratuita em uma plataforma de downloads. 

“Diante de tudo isso, sabendo que há alunos que têm o mesmo sonho que eu mas infelizmente não têm a mesma oportunidade. Alguns professores ainda foram além e incrementaram ainda mais as pastas com outros arquivos da matéria deles, então hoje o Drive já está muito completo, com arquivos de qualidade e bem organizadinho. Toda semana eu coloco arquivos novos por lá, já que os professores também vão enviando à medida em que a gente vai tendo a matéria”, ressalta Isabelle.

O conteúdo continua após o anúncio

Além de compartilhar o conteúdo que é repassado pelos professores, a jovem também disponibiliza os resumos de cada assunto e os mapas mentais para melhor fixação do aprendizado, isso tudo sem prejudicar a sua rotina de estudos.

“Minha ideia é tornar acessível os conteúdos que os vestibulares cobrarão aos alunos que não têm o mesmo suporte que eu. A gente não sabe ainda quando as aulas vão voltar, e não sabemos também quando será o Enem. É claro que não são todos os alunos que vão conseguir acessar o que eu publico, visto que muitos não têm acesso à internet. Mas, para aqueles que têm [acesso], essa é a minha forma de ajudar”, conta a itabirana. 

Dificuldades agravadas pela pandemia

Isabelle se mostra consciente sobre a situação de grande parte dos estudantes do país devido ao momento de pandemia do coronavírus. Para a garota, estudar para uma prova que decide o futuro, como o Enem, é cansativo e dispendioso emocionalmente e quando somada às sensações de medo e angústia, as probabilidades de desistir do propósito são grandes.

“Se meu projeto puder alcançar nem que seja uma pessoa que quer estudar, mas que até hoje não tinha conseguido materiais ou que desanimou por vários motivos, eu já vou me sentir realizada. Pode parecer clichê, mas meus pais sempre me ensinaram que o que muda nosso futuro é a educação, e é verdade! A minha herança é o conhecimento, que graças a Deus eles puderam financiar para que eu conseguisse chegar até aqui. E esse é o mínimo que eu posso fazer para pelo menos tentar equilibrar um pouco essa balança de desigualdades entre mim e outros estudantes nesse momento de crise”, finalizou.

Para acessar os conteúdos disponibilizados por Isabelle, basta clicar aqui.

MAIS NOTÍCIAS