Quarta-feira do terror: gigantes caem na rodada de Copa do Brasil

Cruzeiro, Corinthians e Palmeiras amargaram eliminações na última noite

Quarta-feira do terror: gigantes caem na rodada de Copa do Brasil
Foto: Marcos Ribolli

Conhecida como a competição mais democrática do Brasil, por receber equipes de todos os cantos do país, a Copa do Brasil viveu uma noite cheia de emoções nesta quarta-feira (9). Houve de tudo: disputas de pênaltis, técnico demitido, jogos emocionantes e muito mais. Mas uma coisa, em específico, chamou a atenção: a queda de vários gigantes na terceira fase da competição. Para se ter uma ideia, quatro clubes da Série A deram adeus à copa na noite de ontem.

A maior surpresa, certamente, aconteceu no Allianz Parque. O poderoso Palmeiras, que havia ganhado por 1 a 0 o primeiro jogo contra a CRB, em Maceió, foi derrotado pelo mesmo placar jogando em casa. Nos pênaltis, o goleiro do time alagoano, Diogo Silva, deu sequência à grande atuação feita nos 90 minutos do tempo normal e defendeu três cobranças do Verdão. Além disso, ainda converteu a sua cobrança, com muita categoria. O CRB, sexto colocado na segunda divisão, eliminou o Palmeiras, um dos favoritos ao título da Série A.

Outro gigante paulista eliminado da Copa do Brasil foi o Corinthians. Mas ao contrário do rival, pouca gente acreditava na reação do time comandado por Sylvinho, que havia perdido o primeiro jogo para o Atlético-GO, em casa, por 2 a 0. Na partida de volta, bastou ao clube goiano segurar o 0 a 0 para se classificar às oitavas.

Mais dois clubes de Série A também caíram nesta quarta-feira do terror. O América-MG empatou por 2 a 2 com o Criciúma, no Heriberto Hulse, e foi eliminado nos pênaltis. Já a Chapecoense passou por uma eliminação ainda mais dramática. O Verdão do Oeste havia vencido o primeiro jogo contra o ABC, em casa, por 3 a 1. No jogo de volta, no entanto, levou um categórico 3 a 0, com direito a pênalti perdido por Anselmo Ramon, ainda no primeiro tempo.

Decepção cruzeirense

Mas não foram apenas os gigantes da Série A que se deram mal. O Cruzeiro, maior vencedor da Copa do Brasil, com seis títulos, foi eliminado pela Juazeirense-BA e caiu precocemente na disputa. O time baiano venceu por 1 a 0, mesmo placar do primeiro jogo, no Mineirão, e conseguiu levar a decisão da vaga para os pênaltis.

Na marca da cal, brilhou a estrela do goleirão Rodrigo Calaça, que defendeu as batidas de Rômulo e Matheus Barbosa, e ajudou o modesto clube da Bahia a eliminar o poderoso rival. A desclassificação custou o emprego do técnico Felipe Conceição, que foi demitido logo após o término da partida.

Sem surpresas

Porém, a noite desta quarta-feira não foi feita apenas de surpresas. Fluminense, Vasco e Athlético-PR confirmaram suas classificações contra RB Bragantino, Boa Vista e Avaí, respectivamente. O Fluzão até chegou a ser derrotado pela equipe de Bragança Paulista por 2 a 1, mas, por ter vencido o primeiro confronto por 2 a 0, conseguiu a classificação devido à soma dos placares. Ao Vasco, o empate por 1 a 1 se somou à vitória por 1 a 0 na primeira partida para bater o Boa Vista e alcançar as oitavas de final.

Já o Athlético-PR chutou a zebra para longe e venceu, mesmo que com dificuldades, o Leão da Ilha por 1 a 0. O belo gol da vitória foi marcado por Vitinho, um dos destaques do Furacão nesta temporada. O duelo de ida, em Santa Catarina, havia terminado em 1 a 1.

Rodada continua

A terceira fase da Copa do Brasil continua nesta quinta-feira (10). Cinco jogos ainda serão realizados: Ceará x Fortaleza, Brasiliense x Grêmio, Atlético-MG x Remo, Internacional x Vitória e Coritiba x Flamengo. Só nos resta saber se teremos mais surpresas ou não…

MAIS NOTÍCIAS