Saúde: Itabira terá novamente casa de apoio em Belo Horizonte

A estrutura deverá dispor de cama, sala com TV, quatro refeições diárias e equipe preparada para prestar toda assistência aos pacientes

Saúde: Itabira terá novamente casa de apoio em Belo Horizonte
O prefeito de Itabira, Marco Antônio Lage, e a secretária de Saúde, Luciana Sampaio, anunciaram o retorno da Casa de Apoio em BH. Foto: Divulgação/Prefeitura de Itabira
O conteúdo continua após o anúncio


Na tarde desta quinta-feira (17), a Prefeitura de Itabira anunciou que iniciará um processo para a contratação de uma Casa de Apoio para pacientes da cidade que precisam realizar consultas, exames e tratamentos em Belo Horizonte. O serviço voltará a ser oferecido pelo Município após quatro anos.

De acordo com a secretária de Saúde, Luciana Sampaio, cerca de 300 itabiranos são levados mensalmente à capital mineira para tratamentos diversos, sobretudo aqueles de alta complexidade, como radioterapia, cateterismo, arteriografia e outros. Esses pacientes, muitas vezes, fazem o procedimento pela manhã e precisam ficar em BH o dia inteiro, até que todos os transportados pela Prefeitura de Itabira também concluam seus exames.

“É preciso ressaltar a importância desse ambiente para quem enfrenta a dura realidade de um tratamento de saúde. Estamos falando de uma assistência mais adequada, um conforto que pode ser decisivo no sucesso do tratamento. Os pacientes poderão descansar, ter uma alimentação balanceada, uma boa hidratação e outros benefícios que valem muito neste momento de luta contra uma doença”, avalia Luciana Sampaio.

Desde fevereiro, técnicos da Secretaria de Saúde vem visitando casas de apoio em Belo Horizonte para conhecer estruturas oferecidas e elaborar o edital de licitação para o espaço que será contratado pela Prefeitura. A estrutura deverá dispor de cama, sala com TV, quatro refeições diárias e equipe preparada para prestar toda assistência aos pacientes.

De acordo com a Prefeitura de Itabira, os documentos necessários para a licitação já são levantados e o procedimento deverá seguir com o rito de tramitação nos próximos dias. A expectativa é de que a Casa de Apoio entre em funcionamento no segundo semestre deste ano.

Pedidos de retomada

Em fevereiro, dois vereadores, Marcelino Guedes (PSB) e Reinaldo Lacerda (PSDB), apresentaram indicações pedindo o retorno da Casa de Apoio.

“Visto que a demanda de atendimentos fora de domicílio tem crescido, faz-se necessária tal medida, para diminuir um pouco o desconforto do paciente que precisa diariamente estar na capital para tratamento de saúde”, citava a indicação de Marcelino Guedes.

Histórico

Em junho de 2015, o prefeito Damon Lázaro de Sena inaugurou a Casa de Apoio no bairro Floresta, em BH, em convênio celebrado com a Pousada Piauí.

Após 31 de março de 2016, o convênio foi suspenso pelo prefeito Ronaldo Magalhães. Na ocasião, a então gestão municipal alegou inadimplência de quase R$ 200 mil do governo anterior com o prestador do serviço e um custo inviável para manter a estrutura à época, que previa repasses do poder público em torno de R$ 70 mil/mês.

MAIS NOTÍCIAS