Sistema da Prefeitura de Itabira é alvo de ataque hacker

Município diz ter registrado boletim de ocorrência sobre o caso

Sistema da Prefeitura de Itabira é alvo de ataque hacker
Foto: Divulgação/Prefeitura de Itabira
O conteúdo continua após o anúncio


Nas últimas horas, a Prefeitura de Itabira foi alvo de um ataque hacker, que forçou a suspensão de alguns serviços por precaução. Em nota, o município diz ter registrado um boletim de ocorrência, além de garantir que outras formas de atendimento, tais como presencial, e-mail e telefone, estão disponíveis à população.

Antes mesmo do comunicado oficial da Prefeitura, a reportagem da DeFato, ciente do caso, enviou algumas perguntas à assessoria de comunicação da gestão Marco Antônio Lage (PSB). Questionamos se os únicos sistemas afetados foram os da Assistência Social e da Saúde (como dizem as denúncias encaminhadas ao portal); se houve vazamento de dados durante o ataque hacker; quais os danos constatados até então pela Prefeitura e quais foram as medidas adotadas para solucionar o problema. No entanto, nenhuma das perguntas foi respondida.

Confira, logo abaixo, a íntegra do comunicado enviado pelo Governo.

A Prefeitura Municipal de Itabira foi vítima de um ataque cibernético nas últimas horas. Alguns serviços foram suspensos por precaução, mas, os serviços essenciais de atendimento ao cidadão permanecem disponíveis. Sendo que aqueles que não puderam ter seu retorno estabelecido via sistema, outras formas de atendimento estão disponíveis, tais como presencial, e-mail, telefone.

O problema foi detectado de imediato e um Boletim de Ocorrência foi feito para que as autoridades policiais possam tomar as devidas providências.

Em razão da transparência e do espírito público da atual gestão, cumprimos com o nosso dever de não omitir da população esta ação criminosa. Tranquilizamos a todos e informamos que estamos trabalhando para recuperação do ambiente e na continuidade da prestação de nossos serviços.

Infelizmente este é um problema que ocorre cada vez mais com entes públicos, privados e até mesmo com pessoas físicas. Denunciar às autoridades policiais competentes e com rapidez é o primeiro passo para cercear este tipo de ação criminosa.

*Com informações da Prefeitura de Itabira

cassino criptomoedas