Vale pode pagar indenização bilionária ao Estado de Minas Gerais

Os pedidos somam mais de 54 bilhões por danos causados pelo rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, em 2019

Vale pode pagar indenização bilionária ao Estado de Minas Gerais
Foto: Isac Nóbraga/PR
O conteúdo continua após o anúncio


Nesta quinta-feira, 22 de outubro, acontece a primeira audiência de conciliação entre a Vale e o Estado. Ela é o primeiro passo para definir quanto a mineradora irá desembolsar de indenização para compensar os danos causados com rompimento da barragem em Brumadinho.

O valor inicial é mais e R$ 54,6 bilhões. Estima-se que, em contrapartida, a empresa deve oferecer menos da metade desse valor, algo entorno de R$ 21,5 bilhões.

Importante ressaltar que o pedido inicial do Estado foi baseado em um estudo da Fundação João Pinheiro (FJP). A estimativa da Fundação é que, baseada nos impactos decorrentes da paralisação das atividades após a tragédia, os prejuízos chegaram a cerca de R$ 27 bilhões. Como as questões econômicas não atingiram apenas a região de Brumadinho, todo o Estado sofreu. Aqui, é possível incluir o turismo, a arrecadação do Estado e a produção mineral.

O restante do valor é para as indenizações por danos morais, no âmbito coletivo. Esses pedidos integram ações civis públicas do Estado, dos Ministérios Públicos do Estado e Federal, das Defensorias Públicas do Estado e Federal, além da Advocacia Geral do Estado (AGE) e da Advocacia Geral da União (AGU).

Audiência

De qualquer foram, o valor será discutido na Justiça. Se o governo do Estado conseguir um bom acordo, terá a chance de diminuir os números do desemprego no Estado. A ideia é usar  a quantia para gerar 300 mil novos empregos.

A Vale irá se pronunciar apenas depois de finalizar as audiências de conciliação. Mesmo assim, segue investindo esforços e recursos financeiros na reparação e compensação na região de Brumadinho. Assim, mais de 8.000 pessoas já foram indenizadas. Dessas, cerca de 6500 indenizações cíveis e mais de 1.600 por meio da Justiça trabalhista.

Investimentos

O governo estadual já anunciou que o dinheiro será usado nas cidades das áreas afetadas pelo desastre de Brumadinho. Entre os investimentos estão obras de infraestrutura; criação de um fundo para administrar os investimentos; projetos de segurança hídrica; revitalização de escolas e de postos de saúde; entre outras.

MAIS NOTÍCIAS