Vereador Bruno Braga “Cabeção” abre mão de diárias e uso de carro da Câmara em Monlevade

Em seu primeiro ato como vereador, Bruno Braga comunicou à presidência não querer também telefone corporativo e auxílio nos custos de envio de e correspondências

Vereador Bruno Braga “Cabeção” abre mão de diárias e uso de carro da Câmara em Monlevade
Foto: Acervo Pessoal Bruno Braga

O vereador Bruno Cabeção (Avante), tomou posse a exemplo dos demais vereadores e prefeito e vice eleitos em João Monlevade nessa sexta, 1 de janeiro. No entanto, o planejamento do trabalho legislativo e como ele fará sua função como fiscal do povo já vem sendo trabalhado por Bruno desde sua eleição. Ele comunicou ao presidente da Câmara que abrirá mão de custos em seu Gabinete.

Dentre as medidas comunicadas pelo vereador está o não uso de carros oficiais da Câmara. Além disso, Bruno Cabeção não quer o telefone corporativo. Outra ação inovadora e que impactará positivamente nos cofres públicos é a recusa do vereador em receber diárias para viagem.

O conteúdo continua após o anúncio

“Não justifica para mim receber diárias de viagens que farei buscando o melhor para minha cidade, meu povo. Não quero assim usufruir de outros meios, embora legais, para desempenhar minha função, é para isso que sou pago e recebo o salário como vereador”, explicou.

Por fim, Bruno Cabeção não quer auxílio em custos de envios de correspondências de seu gabinete.

“Desde a campanha eleitoral, me comprometi a fazer um mandato diferenciado, em que quero provar ser possível sim fazer muito por todos nós. A coerência e ética sempre pautaram minha vida pessoal e profissional, meu trabalho voluntário também. Justamente pelo trabalho voluntário sei o quanto é difícil conseguir ajuda financeira para desenvolver projetos em prol do povo. Por isso quero gerar essa economia na Câmara, para poder propor projetos e ações que o Legislativo possa investir e desenvolver, sempre pautados na lei”, declarou o vereador Bruno.

MAIS NOTÍCIAS