194 urnas substituídas e 364 mil eleitores ausentes no segundo turno

No dia de votação do segundo turno da eleição 2020, São Paulo lidera a lista de pedidos de troca de urna

194 urnas substituídas e 364 mil eleitores ausentes no segundo turno
Foto: Divulgação TRE
O conteúdo continua após o anúncio


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou, neste domingo (29), que 194 urnas precisaram ser substituídas neste segundo turno das eleições municipais 2020. Não houve, contudo, registros de necessidade de voto manual. O Tribunal informou ainda que 364.414 eleitores justificaram ausência por meio do e-Título até às 12h.

Em São Paulo, Estado com o maior número de urnas substituídas, 65 unidades foram trocadas. Já no Rio de Janeiro, foram 56 substituições.

A troca de urnas é feita para garantir a continuidade da votação. Para isso, o País dispõe de 48.231 urnas de contingência. O TSE informou que mais de 38 milhões eleitores estão aptos a registrar votos neste segundo turno das eleições, que ocorre em 57 cidades, incluindo 18 capitais.

Em Minas Gerais, o segundo turno acontece apenas em quatro cidades: Governador Valadares, Uberaba, Juiz de Fora e Contagem. Não houve urnas trocadas em território mineiro.

Para quem precisa justificar a ausência do voto, o Tribunal Superior Eleitoral relatou que o aplicativo e-Título tem funcionado adequadamente e sem instabilidade. No primeiro turno, o excesso de acessos provocou instabilidade na ferramenta.

A justificativa pelo e-Título, neste domingo, vale para quem está fora de seu domicílio eleitoral e realizou o cadastro até ontem às 23h59.

A justificativa também pode ser feita presencialmente em qualquer seção eleitoral. Após a votação, quem não conseguiu ir votar tem até 60 dias para justificar pelo aplicativo, site ou presencialmente em cartório. O TSE informou que é preciso anexar documento que comprove o motivo da ausência.

* Conteúdo Estadão

MAIS NOTÍCIAS