Ações da Vale sobem impulsionadas por alta do minério

O dia foi de leves ganhos para o Ibovespa na sessão desta segunda-feira (15) em meio aos dados mais fortes do que o esperado de vendas no varejo e produção industrial, que impulsionam o minério de ferro e impactam positivamente papéis da Vale (1,7%). A alta é registrada no primeiro dia útil após o Ministério […]

Ações da Vale sobem impulsionadas por alta do minério
Foto: Divulgação|||

O dia foi de leves ganhos para o Ibovespa na sessão desta segunda-feira (15) em meio aos dados mais fortes do que o esperado de vendas no varejo e produção industrial, que impulsionam o minério de ferro e impactam positivamente papéis da Vale (1,7%).

A alta é registrada no primeiro dia útil após o Ministério Público Federal (MPF) pedir à Justiça para que a Vale seja obrigada a adotar medidas urgentes para garantir a segurança de duas barragens localizadas em Parauapebas, no sudeste do Pará.

Na Bovespa, a alta das ações da Vale, que chegaram a registrar elevação de até 1,93% durante o pregão do dia, é sustentada pela alta do minério de ferro no mercado externo, principalmente na Dalian Commodity Exchange, na China, onde o contrato da commodity mais negociado, para setembro, encerrou o dia em alta de 2,52%, cotado a US$ 130,17,valor próximo de recorde histórico registrado no último dia 3.

Os dados da economia chinesa – o Produto Interno Bruto (PIB) do país teve crescimento de 6,2% no segundo trimestre do ano – também elevaram o humor no mercado europeu, impulsionando alta principalmente de empresas de mineração.

Em Londres, por exemplo, a mineradora Antofagasta liderou a lista de maiores altas do dia, com ganhos de 4,01%, impulsionados também por uma indenização de US$ 5,84 bilhões que a joint venture da companhia no Paquistão com a Barrick Gold recebeu após ter sido negada uma concessão de mineração.