Ainda sem data para concurso, Câmara de Itabira gastará mais de R$ 800 mil com novas contratações

Licitação para contratação de 19 recepcionistas acontece nesta sexta-feira (14), às 13h

Ainda sem data para concurso, Câmara de Itabira gastará mais de R$ 800 mil com novas contratações
Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Itabira

A Câmara de Vereadores de Itabira realiza nesta sexta-feira (14) uma licitação para a contratação de serviços terceirizados. Para “atender às necessidades do Legislativo”, serão contratadas 19 recepcionistas pelo custo estimado de R$ 839.518,32. À reportagem da DeFato, a Assessoria de Comunicação da Câmara informou que 17 recepcionistas serão alocadas nos gabinetes dos vereadores e, as outras duas, no Centro de Atendimento ao Cidadão, onde serão emitidas as carteiras de identidade em parceria com a Polícia Civil.

“Em virtude da exoneração dos secretários de cada gabinete, serão alocados um recepcionista para cada gabinete (17), e as demais (2) deverão ser aproveitados no Centro de Atendimento ao Cidadão, e se for o caso na Escola do Legislativo, que terá exoneração de servidores”, informou o Legislativo.

As exonerações foram recomendadas pelo Ministério Público no ano passado. O promotor Renato Ângelo Salvador Ferreira, responsável pela 1ª Promotoria de Justiça na Comarca de Itabira, propôs à Câmara Municipal um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para readequar o quadro de pessoal do Legislativo.

O TAC recomenda a exoneração de 48 cargos comissionados, sendo eles: assessores parlamentares (17); secretária de gabinete parlamentar (17); gerências de protocolo e atendimento, de técnicas legislativas de benefícios, controle e frequência, de arquivo; contas a pagar; documentos e cadastros; editais e elaboração de contratos; projetos da Escola do Legislativo; gerência de apoio e tecnologia; superintendente do processo legislativo; assessor de relações institucionais; coordenador de comunicação; ouvidor e controlador interno.

As contratações terceirizadas acontecem ao mesmo tempo em que a Câmara ainda não se acertou para realização de concurso público. O certame é também uma recomendação do promotor. De acordo com o presidente do Legislativo, Heraldo Noronha Rodrigues (PTB), a previsão é que o concurso seja realizado até maio deste ano. Cerca de 20 vagas devem ser disponibilizadas. “Não temos número certo de vagas ainda, mas creio que serão umas 20”, resumiu o presidente do Legislativo.

O conteúdo continua após o anúncio

Licitação

O edital com todas as informações sobre o processo licitatório para contratação das recepcionistas está disponível no site da Câmara de Itabira. A abertura dos envelopes com as propostas acontece nesta sexta, às 13h.

Podem participar da licitação empresas que tenham escritório em Itabira, com pelo menos um profissional apto a resolver qualquer assunto relacionado ao serviço em questão. Bem como, para execução de suas atividades administrativas, e atender os contratados que estarão prestando os serviços à Câmara.

A contratação é para um período de 12 meses, podendo ser prorrogado nos limites legais e mediante justificativa. A carga horária semanal é de 30 horas, com jornada de trabalho iniciando às 12h e finalizando às 18h. Cada recepcionista receberá R$ 1.316,18. A empresa vencedora da licitação deverá iniciar os serviços no prazo máximo de cinco dias corridos ou outro prazo acordado com a Câmara de Itabira.

As recepcionistas deverão ter ensino médio completo, conhecimentos básicos de informática, compreender trabalhos de edição de textos, planilhas eletrônicas e internet. Competências pessoais também são exigidas: bom senso, ter iniciativa, afabilidade, interesse, agilidade, organização, educação, paciência e respeito mútuo, ser capaz de comunicar-se com fluência, desenvoltura e cordialidade.

As profissionais contratadas terão como função: atender as chamadas telefônicas, tomando conhecimento do assunto a ser tratado e transmitindo-o à chefia imediata; efetuar ligações telefônicas quando solicitadas; fornecer informações genéricas, de acordo com as orientações recebidas ao assumir o serviço; receber, controlar e organizar os documentos e outros serviços do local da prestação de serviços, providenciando a expedição e/ou arquivando-os para posterior consulta; registrar entrada e saída de documentos diversos do local da prestação de serviços; recepcionar as pessoas que se dirigirem ao local da prestação de serviços, procurando identificá-los, anotando os recados ou assuntos a serem tratados; averiguando suas pretensões para prestar-lhes informações simples, ou encaminhamentos e/ou marcando audiência; dentre outras.

MAIS NOTÍCIAS