Aldeia indígena alaga e 45 pessoas ficam ilhadas, em São Joaquim de Bicas

Corpo de Bombeiros atua na ocorrência desde a manhã deste domingo (9)

Aldeia indígena alaga e 45 pessoas ficam ilhadas, em São Joaquim de Bicas
Rio Paraopeba passa pela aldeia indígena Naô Xohã. (Foto: Arquivo/Lucas Hallel/Ascom Funai)

O Corpo de Bombeiros foi acionado para resgate de 45 pessoas, sendo 27 adultos e 18 crianças, na Aldeia Naô Xohã Pataxó, em São Joaquim de Bicas, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A aldeia fica às margens do Rio Paraopeba, que transbordou devido às fortes chuvas que atingem a região nesses últimos dias. O Corpo de Bombeiros foi acionado neste domingo (9), por volta das 9h32, para salvamento de 45 indígenas que ficaram ilhados na região. Três equipes se deslocaram para o local para realizar o resgate.

A comunidade foi afetada pelo rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, em janeiro de 2019. O Rio Paraopeba, que era fonte de subsistência dos moradores, foi contaminado pelos rejeitos de minério à época.

 

MAIS NOTÍCIAS