Alívio pelo fim da espera dá o tom da vacinação das crianças em Itabira

Imunização está sendo realizada na Policlínica Municipal e segue amanhã

Alívio pelo fim da espera dá o tom da vacinação das crianças em Itabira
Rossani Silva levou o pequeno Sérgio, de 10 anos, para tomar a dose da Pfizer. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online
O conteúdo continua após o anúncio


Com direito a visita do prefeito Marco Antônio Lage (PSB), Itabira iniciou, nesta segunda-feira (24), a vacinação contra a Covid-19 das crianças entre 5 e 11 anos com comorbidades e deficiência permanente. A imunização, feita com a vacina da Pfizer, está sendo realizada na Policlínica Municipal e prossegue até 15h30.

Uma nova rodada da vacina, para o mesmo público, será realizada amanhã no mesmo horário. Os pais ou responsáveis também podem levar os pequenos nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF), mediante agendamento prévio.

vacinação crianças
Marco Antônio Lage se dirigiu à Policlínica na manhã de hoje. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online

Uma segurança a mais

Pai do Sérgio, de 10 anos, Rossani Silva cita dois bons motivos para celebrar o início da vacinação das crianças. Um deles é a possibilidade do seu filho voltar às aulas normalmente.

“É uma boa (início da vacinação), para poder voltar à escola agora teria que tomar a vacina. Por ser (uma criança) especial, a gente não confia muito dele ficar com máscara o tempo todo na escola. Então é algo que precisávamos fazer pela proteção dele e a nossa também”, explica.

vacinação crianças
Por ter se vacinado, Sergio, de 10 anos, ainda ganhou um “certificado de coragem”. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online

Quem também deu o primeiro passo para o retorno à vida “normal” foi a pequena Luiza Bittencourt. Segundo a mãe dela, Katiane, o clima na casa da família já era de ansiedade.

“A gente estava bastante ansioso com a dose, foram dois anos de muita espera. Nós já havíamos tomado, e agora, com as crianças tomando, a gente fica bem mais tranquilo. Ela estava ansiosa para voltar a ter vida normal, como todo mundo”, declara a mãe.

vacinação crianças
Mãe da Luiza, Katiane Bittencourt disse que a filha está bastante ansiosa pelo retorno à vida “normal”. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online

Preparação específica

Coordenadora de Gestão e Saúde da Prefeitura de Itabira, Fabiana Machado também falou sobre a aplicação das doses no novo grupo. “Eu acho que todo chamado para a vacinação é muito importante. Temos hoje uma doença que ainda permanece, a Covid-19 ainda está presente no nosso meio. E a vacinação para as nossas crianças é mais uma forma de protegê-los”, ressaltou.

Fabiana ainda acrescenta que, dada a especificidade do público, a abordagem da equipe de Saúde é diferente se comparada à vacinação dos adultos. Ela explica o porquê.

“Sim, a abordagem muda. Tanto o procedimento técnico modifica, porque as nossas crianças, ao se vacinarem, devem permanecer no local por 20 minutos, por segurança mesmo. E também há a necessidade de que os pais tragam essas crianças como responsáveis ou algum responsável por essa criança que esteja, por escrito, autorizada a trazer essas crianças para vacinar”, completa Fabiana.

MAIS NOTÍCIAS