Autores do furto de armas na delegacia de Ferros são presos

A maioria delas eram armas de fabricação caseira do tipo polveira e cartucheira, muitas já velhas e ineficientes

Autores do furto de armas na delegacia de Ferros são presos
Helton Cota é o delegado regional de Itabira – Foto: Thamires Lopes/DeFato

A Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da Delegacia Regional de Itabira, concluiu, na última semana, o inquérito policial instaurado para apurar o furto de armas de fogo do interior da delegacia de Ferros. Foram identificados dois autores, de 29 anos, ambos moradores da cidade. Eles foram presos preventivamente e, desde o dia 22 de fevereiro, estão detidos no presídio de Itabira. 

Durante as investigações, foram colhidos elementos demonstrando que, na madrugada do dia 24 de janeiro, um dos autores colocou em prática o plano arquitetado pelo outro. As grades do depósito da delegacia de Ferros foram cerradas e furtadas 90 armas de fogo e alguns outros objetos.

O conteúdo continua após o anúncio

De acordo com a Polícia Civil, nos dias seguintes, um dos autores chegou a oferecer as armas para diversas pessoas. Contudo, não conseguiu vendê-las por serem em sua grande maioria armas velhas e ineficientes, sem valor de mercado.

Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados dias após os fatos, foram encontradas munições e notas falsas subtraídas da delegacia de Ferros na data do arrombamento. 

As investigações continuam com o objetivo de localizar as armas furtadas. Os autores responderão por furto qualificado mediante arrombamento (pena de 2 a 8 anos) e porte ilegal de arma de fogo (pena de 2 a quatro anos).

MAIS NOTÍCIAS