Belo Horizonte: mãe mata o filho de 6 anos e comete suicídio

A Polícia Militar informa, preliminarmente, que as mortes ocorreram na manhã desse sábado em condomínio de luxo

Belo Horizonte: mãe mata o filho de 6 anos e comete suicídio
Foto: Fred Magno / O Tempo

Um crime hediondo assustou os moradores da capital mineira. Uma mulher, de 37 anos, matou o filho de 6 anos e cometeu suicídio na manhã deste sábado (10). O crime aconteceu na rua Professor Antônio Aleixo, no bairro Lourdes, Centro-Sul de Belo Horizonte, no condomínio de luxo Via Verte, onde mãe e filho moravam.

A Polícia Militar informou, preliminarmente, que as mortes ocorreram por volta das 9h. Segundo testemunhas, que preferiram permanecer anônimas, a criança foi assassinada com várias facadas, e tinha marcas de corte nas mãos. O corpo da mãe tinha perfurações no tórax.

“Havia dois corpos dentro do apartamento. A criança estava no quarto e a mulher em outro, os dois corpos tinham perfurações feitas com material pérfuro cortante. Encontramos no local facas sujas de sangue, tesouras sujas de sangue. Como não havia sinais de arrombamento, nem de luta corporal, as investigações apontam para a linha de homicídio seguido de suicídio. A Polícia Civil não descarta nenhuma hipótese, mas o desenhar dos fatos aponta para esse caminho”, detalhou delegado Domênico Rocha, da Delegacia de Homicídios.

A mulher morava sozinha com o filho no apartamento, que fica no décimo quarto andar. Segundo familares que foram ouvidos pela polícia, ela não apresentava sinais de depressão. Os corpos foram descobertos pelo ex-marido dela, e pai da criança. O homem tentou buscar o filho para levá-lo à escolinha de futebol, como fazia semanalmente, mas não teve retorno ao bater na porta.

Ele, então, chamou um chaveiro e encontrou a cena. Os dois estavam divorciados há cerca de dois anos, mas o homem sempre a visitava para ver o filho. Apesar disso, durante as ações das polícias, o homem não esteve presente, e havia diversos familiares da mãe acompanhando os trabalhos.

A perícia da Polícia Civil e o rabecão estiveram no local. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML). A motivação do crime ainda é desconhecida e o caso será investigado pela Polícia Civil, que já iniciou as apurações.

Diligências serão realizadas e perícias técnicas serão feitas para saber se o sangue nos materiais encontrados dentro do apartamento pertencem de fato às vitimas. Testemunhas serão ouvidas e o grau de envolvimento do ex-marido com a mulher também será investigado, informou a instituição. A Polícia Civil também colherá imagens de câmeras de segurança para análise.

MAIS NOTÍCIAS