BR-381: praças de pedágio poderão cobrar até R$ 13,80

ANTT apresentou novo projeto para concessão da rodovia com previsão de cinco praças de pedágio

BR-381: praças de pedágio poderão cobrar até R$ 13,80
Foto: Divulgação/DNIT

A Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) realizará novo leilão para concessão da BR-381, entre Belo Horizonte e Governador Valadares. O novo projeto para a rodovia foi apresentado na última quarta-feira (3) e prevê cinco praças de pedágio.

O trecho que a ANTT pretende conceder à iniciativa privada conta com 394 quilômetros e as praças de pedágio devem ser instaladas nas cidades de Caeté, João Monlevade, Jaguaraçu, Belo Oriente e Governador Valadares.

Os valores das tarifas devem variar entre R$ 10,79 e R$ 13,80. Porém, durante o leilão de concessão, os preços podem receber descontos de até 26% — e, por isso, o governo federal acredita que podem ficar entre R$ 9 e R$ 10.

Estimativa das tarifas de pedágio:

  • Caeté: R$ 13,80
  • João Monlevade: R$ 11,52
  • Jaguaraçu: R$ 13,40
  • Belo Oriente: R$ 10,79
  • Governador Valadares: R$ 11,24

Segunda tentativa de concessão

Essa é a segunda tentativa de conceder a BR-381 à iniciativa privada. O primeiro leilão aconteceu no final de 2021, mas acabou fracassando. À época, o projeto previa que a empresa vencedora poderia explorar as BRs 381 e 262 (que liga Minas Gerais ao Espírito Santo).

Mas, diante da tentativa fracassada, o governo federal optou por separar as duas rodovias, levando-as separadamente à leilão.

MAIS NOTÍCIAS