Covas vence em São Paulo; Paes volta a ser prefeito do Rio

Com o fim da apuração no segundo turno, as duas maiores capitais brasileiras não surpreendem com o resultado

Covas vence em São Paulo; Paes volta a ser prefeito do Rio
Foto: Divulgação Internet

Com o sistema funcionando normalmente, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) conseguiu encerrar rapidamente as apurações das eleições, nas cidades brasileiras que tiveram segundo turno, neste domingo (29). Com a volta às urnas, as principais capitais brasileiras confirmaram os favoritismos nas eleições 2020.

Bruno Covas (PSDB) foi reeleito prefeito de São Paulo com 59,38% dos votos válidos, derrotando o candidatos Guilherme Boulos (PSOL). Ele toma posse em 1º de janeiro de 2021, e terá como vice o vereador Ricardo Nunes (MDB). O resultado saiu às 18h59 com 93% das urnas apuradas. Boulos teve 40,62% dos votos válidos.

O tucano saiu vitorioso em 50 das 58 zonas eleitorais de São Paulo. A melhor votação de Covas ocorreu em Indianópolis, onde ele obteve quase 76% dos votos. Na votação geral na cidade, Covas teve 59,4% e Boulos, 40,6%.

Rio de Janeiro

Na capital carioca, Eduardo Paes (DEM) foi eleito derrotando o homem que o sucedeu, Marcelo Crivella (Republicanos). O bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, candidato do presidente Jair Bolsonaro, teve quase a metade dos votos do antecessor.

Esse será o terceiro mandato de Eduardo Paes como prefeito do Rio de Janeiro. Bacharel em direito, ele já governou a cidade entre 2009 e 2017. Com 100% das urnas apuradas, Paes somou 1.629.319 votos, ou 64,07% dos válidos, derrotando o atual prefeito, que obteve 913.700 votos (35,93%).

MAIS NOTÍCIAS