Câmara autoriza repasse de verba para início de implantação de ciclovias

Por 13 votos a favor e três contra, a Câmara Municipal de Itabira aprovou nesta terça-feira (11) o projeto de lei 56/2019 que concede abertura de crédito especial no orçamento da Prefeitura. A matéria prevê o repasse de R$ 200 mil do Fundo Especial de Gestão Ambiental (Fega) para a construção de ciclovia nas principais […]

Câmara autoriza repasse de verba para início de implantação de ciclovias
no Praia

Por 13 votos a favor e três contra, a Câmara Municipal de Itabira aprovou nesta terça-feira (11) o projeto de lei 56/2019 que concede abertura de crédito especial no orçamento da Prefeitura. A matéria prevê o repasse de R$ 200 mil do Fundo Especial de Gestão Ambiental (Fega) para a construção de ciclovia nas principais vias urbanas do município.

Votaram contrário os vereadores André Viana Madeira (Podemos), Reginaldo das Mercês Santos (PTB) e Weverton Leandro Santos Andrade “Vetão” (PSB). O presidente do Legislativo, Heraldo Noronha Rodrigues (PTB), só vota em caso de empate.

“Superada essa etapa na Câmara, a expectativa é que as obras iniciem o mais rápido possível”, destacou o líder do governo, Neidson Dias Freitas (PP). Segundo ele, nesta primeira etapa, o objetivo é construir uma ciclovia às margens da avenida que interliga o bairro Praia ao Major Lage. A quilometragem não foi informada. No futuro, outras vias que possuem relevo adequado podem vir a receber a ciclovia.

O progressista criticou o posicionamento de alguns vereadores que atrasaram a votação do projeto. Nesta terça-feira (11), o vereador André Viana pediu a retirada de pauta da matéria. Contudo, o pedido foi rejeitado pelo plenário.

Segundo o projeto, os espaços destinados às bicicletas serão construídos “nas principais vias urbanas do município que tenham relevo adequado”. A intenção é melhorar a eficácia da mobilidade urbana e proporcionar aos usuários de bikes uma área mais segura e adequada para o tráfego.

O projeto pondera que o incentivo ao uso de bicicletas é uma tendência crescente, que estimula “a preservação do meio ambiente e contribui para a economia das fontes de energia não renováveis”.

Repasse

A autorização para o repasse do dinheiro do Fega ao município foi dada pelo Conselho Municipal do Meio Ambiente (Codema) em março. Naquela época, a presidente do órgão e secretária de Meio Ambiente, Priscila Braga Martins da Costa, disse que a intenção da Prefeitura é iniciar a execução das ciclovias pelos bairros e fazer a integração aos poucos, em projetos sequentes.