Morte por suspeita de febre amarela é investigada em Santa Bárbara

Se confirmada, essa seria a primeira morte em virtude da doença na região

Morte por suspeita de febre amarela é investigada em Santa Bárbara

A Secretaria Municipal de Saúde de Santa Bárbara confirmou a morte de um homem de 45 anos que estava internado por suspeita de febre amarela. Procurada por DeFato Online, a Prefeitura esclareceu que o óbito aconteceu no último fim de semana. Agora, o município aguarda o resultado dos testes que são feitos pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte. Se der positivo, essa seria a primeira morte em virtude da doença na região.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a pessoa com suspeita da doença era do distrito de Barra Feliz. Ainda de acordo com o município, apenas esse caso foi notificado em Santa Bárbara em 2018. No ano passado houve a comunicação de dois casos, mas ambos atestaram negativo para a febre amarela.

Ainda de acordo com a SMS, foram registradas mortes de macacos na zona rural do município, na comunidade de Bateias. Os restos mortais dos primatas foram recolhidos e também encaminhados para testes na Fundação Ezequiel Dias.

A Secretaria Municipal de Saúde afirmou que desempenha uma força-tarefa para vacinar todos os cidadãos não vacinados ou sem comprovante de vacinação. Três postos de saúde funcionaram em horário estendido no último sábado (13) e, na segunda-feira (15), todas as unidades de saúde ficaram abertas até às 20h. Além disso, todos os postos de saúde da Cidade estão disponibilizando a vacina de Febre Amarela, de segunda à sexta, de 7h às 17h.

“Outras ações remetem a intensificar a visita dos agentes de endemias e orientar a população sobre o mosquito transmissor, bem como a busca ativa dos casos suspeitos humanos e primatas”, informa a Secretaria Municipal de Saúde. 

Mais casos

Na última quarta-feira, 17 de janeiro, a Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo confirmou um caso de febre amarela no município. O caso confirmado é de um homem de 42 anos, residente na localidade rural do Matias e trabalha em área florestal (Estação Ambiental do Peti). Ele foi internado no último dia 11, no Hospital Carlos Chagas, em Itabira, e recebeu alta no dia 17.

No município, outro caso de suspeita da doença é investigado. Trata-se de um homem, de 44 anos, morador da localidade de Gralhos. Ele está internado desde o dia 13, no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte.

Em todo o estado, foram confirmados 22 casos de Febre Amarela, dos quais 15 pessoas morreram. Os números estão no último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), na quarta-feira. Outros 46 casos continuam em investigação.