Itabira e região entram em situação de emergência por causa da febre amarela

Medida foi publicada no Diário Oficial de Minas Gerais e se estende a 94 municípios

Itabira e região entram em situação de emergência por causa da febre amarela

O governador Fernando Pimentel (PT) decretou situação de emergência em 94 municípios de Minas Gerais por causa do surto de febre amarela. A medida, publicada neste sábado, 20 de janeiro, no Diário Oficial, inclui a regional de Itabira, que abrange outras 24 cidades. Há caso confirmado em São Gonçalo do Rio Abaixo e uma morte suspeita em Santa Bárbara.

Além da regional de Itabira, as áreas capitaneadas por Belo Horizonte e Ponte Nova, na Zona da Mata também estão na listagem do governo de Minas Gerais (confira todas as cidades ao fim da matéria).

A medida vai vigorar por 180 dias. O número de mortes por febre amarela em Minas Gerais desde dezembro de 2017 pode chegar a 19. No último balanço da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), na quarta-feira, 17 de janeiro, eram 15 as mortes, mas outras quatro foram divulgadas pela imprensa desde então.

O decreto autoriza a dispensa de licitação para “aquisição pública de insumos e materiais e a contratação de serviços estritamente necessários ao atendimento da situação emergencial”. A medida também cria a “Sala de Situação”, cujo objetivo é monitorar e coordenar as ações administrativas autorizadas neste decreto. Representantes das secretarias de estado de Saúde, Governo, Meio Ambiente e Agricultura, além do gabinete militar farão parte do grupo.

Vacinação

Nessa sexta-feira, 19, a Prefeitura de Itabira distribuiu nota à imprensa conclamando a população que ainda não se vacinou a procurar os postos de saúde para a imunização. “A vacina é a forma mais eficaz e segura para contermos o avanço da doença”, ressalta a superintendente de Vigilância em Saúde, Thereza Cristina Oliveira Andrade Horta. O planejamento do município é atingir 100% da cobertura vacinal.

As doses estão disponíveis na Policlínica e em 11 unidades de PSF. “É muito importante que a população procure a unidade de saúde e se vacine contra a febre amarela, pois ela é uma doença grave e pode levar à morte. O país está passando por um surto e frequentemente estão surgindo novos casos da doença, inclusive, em cidades próximas de Itabira. A única forma de se prevenir é a vacinação”, alerta Thereza Andrade.

Lista das cidades afetadas pelo decreto:

Área de abrangência de Itabira

Barão de Cocais

Bela Vista de Minas

Bom Jesus do Amparo

Carmésia

Catas Altas

Conceição do Mato Dentro

Dom Joaquim

Dores de Guanhães

Ferros

Guanhães

Itabira

Itambé do Mato Dentro

João Monlevade

Morro do Pilar

Nova Era

Passabém

Rio Piracicaba

Santa Bárbara

Santa Maria de Itabira

Santo Antônio do Rio Abaixo

São Domingos do Prata

São Gonçalo do Rio Abaixo

São Sebastião do Rio Preto

Senhora do Porto

Virginópolis

Área de abrangência de Ponte Nova

Acaiaca

Alvinópolis

Amparo do Serra

Araponga

Barra Longa

Cajuri

Canaã

Diogo de Vasconcelos

Dom Silvério

Guaraciaba

Jequeri

Oratórios

Paula Cândido

Pedra do Anta

Piedade de Ponte Nova

Ponte Nova

Porto Firme

Raul Soares

Rio Casca

Rio Doce

Santa Cruz do Escalvado

Santo Antônio do Grama

São José do Goiabal

São Miguel do Anta

São Pedro dos Ferros

Sem-Peixe

Sericita

Teixeiras

Urucânia

Viçosa

Área de abrangência de Belo Horizonte

Belo Horizonte

Belo Vale

Betim

Bonfim

Brumadinho

Caeté

Confins

Contagem

Crucilândia

Esmeraldas

Florestal

Ibirité

Igarapé

Itabirito

Jaboticatubas

Juatuba

Lagoa Santa

Mariana

Mário Campos

Mateus Leme

Matozinhos

Moeda

Nova Lima

Nova União

Ouro Preto

Pedro Leopoldo

Piedade dos Gerais

Raposos

Ribeirão das Neves

Rio Acima

Rio Manso

Sabará

Santa Luzia

Santana do Riacho

São Joaquim de Bicas

São José da Lapa

Sarzedo

Taquaraçu de Minas

Vespasiano