Com direito a oração, Prefeitura de Itabira “reinaugura” Casa de Passagem

Evento ocorreu nesta terça-feira (23)

Com direito a oração, Prefeitura de Itabira “reinaugura” Casa de Passagem
A pedido de Marco Antônio Lage, o vice-prefeito, Marco Antônio Gomes, conduziu uma oração durante o evento. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online
O conteúdo continua após o anúncio


No início da tarde desta terça-feira (23), a Prefeitura de Itabira “reinaugurou” a Casa de Passagem do município. O espaço, gerenciado pela Associação Municipal Assistencial Itabirana (AMAI), agora tem novo endereço, saindo da Vila Salica para a Vila São Geraldo. Contando com vários quartos, copa, banheiros e outros cômodos, o ambiente recebe moradores de rua encaminhados pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da cidade.

A missão é acolher e reinserir os participantes do projeto ao convívio familiar ou profissional em, no máximo, 90 dias. Para tal, a Casa de Passagem oferece moradia, alimentação e higiene a homens maiores de 18 anos que estejam em situação de rua. O espaço poderá receber até 20 pessoas.

Casa de Passagem
Um dos quartos do espaço. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online

Durante a inauguração simbólica da remodelada casa, discursaram o secretário municipal de assistência social, Elson Jr., o prefeito de Itabira Marco Antônio Lage e o vice-prefeito, Marco Antônio Gomes, que, a pedido do líder do executivo municipal, chegou a “lançar uma benção” sobre a residência e seus moradores.

Casa de Passagem
Foto: Victor Eduardo/DeFato Online

Um dos acolhidos pelo programa é o Gustavo. Natural de Mariana, ele está em Itabira há nove anos e chegou à Casa de Passagem na semana passada. Gustavo diz que teve a adaptação facilitada, por já conhecer alguns dos moradores, e ressalta que tem como objetivo voltar a trabalhar como mecânico e pintor.

“Pra mim tá sendo ótimo (o convívio), eu ‘tô’ obedecendo todas as ordens, então está bom até então. Conheço um bocado dos camaradas que estão aqui, alguns amigos meus lá do lado de fora que estavam aqui já quando cheguei, então está sendo bem mais fácil (se adaptar). Quero voltar pro meu antigo emprego, conquistar o que perdi.”

Membro da Superintendência de Proteção Social Especial, Renato Araújo será um dos responsáveis por administrar o local. Ele explica como se dará o encaminhamento feito pelo Creas.

“Estamos construindo esse fluxo de trabalho com o Creas, iniciamos o trabalho aqui dia 12. Vou exemplificar: uma pessoa em situação de rua acessa o Creas, de lá ele vai passar para o atendimento com o assistente social ou psicólogo. Se naquele atendimento a gente verificar que não tem como fazer a reinserção familiar lá, para não o deixarmos desassistido ele vem aqui pra casa, pra gente ganhar esse tempo de 90 dias e poder fazer o trabalho com eles”, detalha.

Quem também se pronunciou durante o evento foi o secretário de assistência social do município, Elson Jr. Segundo o líder da pasta, o objetivo é dar dignidade aos ex-moradores de rua que passarem pelo programa.

“A Casa de Passagem é um instrumento para que possamos acolher as pessoas , talvez nos piores dias de suas vidas, afastadas do convívio familiar e comunitário, e dar para elas dignidade. Dizer a elas que nós não desistimos delas, e que é possível construir trajetórias de superação da situação de rua”

Casa de Passagem
O secretário de assistência social, Elson Jr. Foto: Victor Eduardo/DeFato Online

Por fim, o prefeito de Itabira, Marco Antônio Lage, também comentou sobre o tema. “A pessoa em situação de rua talvez esteja no estágio mais degradante da situação humana. Imagina uma pessoa da nossa família em situação de rua? Passando tudo que eles passam no dia a dia, pedindo comida, dormindo em qualquer lugar… ainda acha muitas vezes uma doação, alguma coisa, mas é uma situação degradante da condição humana. Nós precisamos agir, reagir, não assistirmos passivamente, como cidadãos e principalmente como gestores públicos”, declarou.

MAIS NOTÍCIAS