Coronel Fabriciano revela resultado do novo LIRAa de 2022

Dados foram mais animadores em relação ao primeiro levantamento feito neste ano

Coronel Fabriciano revela resultado do novo LIRAa de 2022
Foto: Divulgação

Um novo Levantamento do Índice Rápido para Aedes Aegypti (LIRAa), realizado pela Secretaria de Governança da Saúde de Coronel Fabriciano, revela que a infestação de larvas e mosquitos na cidade caiu em relação aos dados colhidos em fevereiro deste ano. O índice de agora ficou em 1,7%. No começo do ano, a medição de infestação foi de 3,2%.

LIRAa Fabriciano
Foto: Divulgação

O Secretário de Governança da Saúde, Ricardo Cacau, ficou satisfeito com o resultado do LIRAa. Ele acredita ser fruto do trabalho intenso das equipes de Vigilância em Saúde, especialmente dos agentes de combate de endemias (ACEs) que se esforçaram muito para conter e combater os focos revelados pelo trabalho de campo.

“Nossas equipes trabalharam intensamente e conseguiram diminuir as infestações de mosquito. Nós ficamos muito preocupados em fevereiro, porque o resultado gerou alerta. Agora, caiu drasticamente”.

Apesar da queda nos números, o município não pretende dar trégua no trabalho de enfrentamento às arboviroses. Para combater o vetor (Aedes Aegypti) da Dengue, Zika e Chikungunya, o único caminho é evitar água parada. O trabalho tem três frentes:

  • Levar informação aos moradores para que façam as tarefas diárias dentro de casa, eliminando possíveis focos do mosquito.
  • Combate aos focos existentes por meio de larvicidas e do fumacê
  • Mutirões de recolhimento de inservíveis que acumulam água em parceria a Secretaria de Governança de Obras e Serviços Urbanos, por meio das equipes de Limpeza Urbana.

Bairros em perigo

Os dados do LIRAa são disponibilizados aos moradores em todos os canais da Prefeitura e por meio da imprensa para que a população tome conhecimento da situação no local onde reside.

Deve ficar alerta quem mora nos bairros Nova Tijuca (33%), Santa Inês (12,5%), Santa Terezinha l (12%), Pomar (7,7%), Amaro Lanari (7%), Caladinho de Cima (5,7%) e Jardim Primavera, (5,5%). Já os moradores do Santa Rita (1,3%) e Aparecida do Norte (1,6%) se mobilizaram e as comunidades registraram os menores índices de infestação.

LIRAa Fabriciano
Foto: Divulgação

Reforço

No momento, centenas de combatentes estão em ação e devem eliminar grande parte dos inservíveis que acumulam água da chuva. São os participantes da ll Gincana Mexa-se contra o mosquito. A competição organizada pela Secretaria de Governança da Saúde, e que envolve os 16 polos do programa na cidade, já tirou dos terrenos e lotes vagos pneus, garrafas, plásticos e até vasos sanitários em apenas uma semana de atividades.

Cada item recolhido conta pontos para a equipe participante. Os vencedores ganharão uma viagem para a praia, além de materiais esportivos para reforçar as atividades físicas oferecidas gratuitamente nos polos. A gincana será encerrada dia 1º de julho com uma grande festa.

*Com informações da Prefeitura de Coronel Fabriciano

MAIS NOTÍCIAS