Correios de Barão de Cocais fecham as portas devido ao risco de rompimento de barragem

A unidade de distribuição dos Correios em Barão de Cocais está de portas fechadas. A decisão se deve ao risco iminente de rompimento de barragem na cidade. A sede passa a funcionar provisoriamente em Santa Bárbara, a 12 km do município. O comunicado está fixado na porta da agência, direcionando os usuários cocaienses ao endereço […]

Correios de Barão de Cocais fecham as portas devido ao risco de rompimento de barragem
Aviso afixado na porta dos Correios em Barão de Cocais|

A unidade de distribuição dos Correios em Barão de Cocais está de portas fechadas. A decisão se deve ao risco iminente de rompimento de barragem na cidade. A sede passa a funcionar provisoriamente em Santa Bárbara, a 12 km do município. O comunicado está fixado na porta da agência, direcionando os usuários cocaienses ao endereço do município vizinho. Ainda segundo o aviso, as entregas externas funcionarão normalmente.

Também serviços bancários estão suspensos em Barão de Cocais. Desde ontem, a agência do Itaú não está funcionando e a informação é que somente irá reabrir após a normalização da situação da barragem. O Banco do Brasil também chegou a anunciar que não abriria as portas, mas acabou decidindo manter os serviços.

O Fórum mudou de prédio devido à situação, deixando o imóvel que ficava às margens do rio São João para outro na rua Padre Mauro Farias, 290, no bairro Viúva. O Ministério Público que funcionava junto ao Fórum, devido à mudança, está sem local para funcionamento.

A situação se agravou depois que a mineradora Vale informou, no início da semana passada, que um talude localizado em uma cava da Mina de Gongo Soco, distante 1,5 km da barragem Sul Superior, está se movendo entre 3 cm e 8 cm por dia. Segundo a mineradora, a queda de talude é certa, mas não é possível prever como ela vai impactar na estrutura da barragem, que já estava em alerta máximo de rompimento, desde o dia 22 de março.