Cuidadora de idosos em Itabira cria vaquinha para reformar casa dos pais

Defesa Civil chegou a ir no local e disse que o risco de desabamento é grande

Cuidadora de idosos em Itabira cria vaquinha para reformar casa dos pais
Residência fica em Senhora do Carmo, distrito de Itabira. Foto: Divulgação
O conteúdo continua após o anúncio


Cuidadora de idosos em Itabira, Patrícia Rosa está pedindo a ajuda da comunidade que lhe acolheu. Ela criou uma vaquinha online, cujo objetivo é financiar uma reforma na casa dos seus pais em Caiana, zona rural de Senhora do Carmo, de onde é natural. Os pais da carmense são o pedreiro Luis Cornélio, de 64 anos, e Rita de Cássia, de 59 anos. Ambos não contam com a aposentadoria, tampouco possuem renda fixa.

De acordo com Patrícia, a casa pegou fogo há pouco mais de três anos, e foram utilizadas madeiras de eucalipto e outros materiais improvisados próximos para sustentar a estrutura. Porém, a situação ainda é muito degradante. A cuidadora de idosos conta que, há alguns meses, quando estava afastada dos pais por conta do coronavírus, recebeu uma ligação preocupante da sua mãe, o que acendeu o alerta para a necessidade da vaquinha.

“Trabalho como cuidadora de idosos e fiquei cinco meses sem ir na casa da minha mãe, pois os dois têm muitas comorbidades e eu trabalho dentro da ala do coronavírus. Um dia minha mãe me ligou, chorando, falando que a casa estava caindo em cima dela. Quando fui na roça e vi o estado da casa, fiquei muito fragilizada com a situação. Só que eu não tenho dinheiro para reformar sozinha, por isso surgiu a ideia de fazer a vaquinha e pedir ajuda nas redes sociais”, relata.

 

Segundo Patrícia, a Defesa Civil de Itabira fez uma visita ao local nesta segunda-feira (21) e constatou o risco iminente de desabamento da estrutura da casa. O problema, no entanto, é que as alternativas oferecidas pelo poder público não são viáveis para o casal de idosos, afirma a filha.

“Hoje a Defesa Civil esteve lá e disse que o risco da casa cair é bem grande, mas a ação social não dá material de construção. O que eles poderiam oferecer é um auxílio aluguel em Itabira, mas como eles (os pais) vivem na roça desde sempre, isso não seria viável. Aí postei no Facebook, fiz essa vaquinha e muita gente tem ajudado. Também estamos construindo uma casa do lado dessa e tem dado certo”, explica.

Se a situação já não era fácil há algum tempo, com a pandemia piorou. Os serviços esporádicos como pedreiro de Luis Cornélio, assim como os trabalhos de capina e faxina realizados por Rita de Cássia, foram paralisados. O casal possui várias comorbidades, como diabetes, hipertensão, entre outros. As únicas fontes financeiras têm sido o auxílio emergencial e doações da filha e dos netos.

Para contribuir com a vaquinha, você pode clicar aqui. Patrícia pretende arrecadar R$ 20.000, dos quais somente R$235 foram recebidos até então. Além das doações financeiras, também são bem-vindos materiais importantes para a reforma da casa. São eles:

  • Telhas Brasilit – tamanho 2,44
  • Seis marcos
  • Quatro portas
  • Cinco janelas
  • Areia grossa
  • Cimento

Outras formas de contribuir financeiramente com a vaquinha são por meio de depósito em conta corrente ou pelo Pix. Você confere os dados logo abaixo.

Conta corrente:

  • Agência 0767
  • Conta: 49774-6.
  • Patrícia Marina Rosa

Pix:

  • 31971717474
  • Rita de Cassia Rosa

Para mais informações, entre em contato pelos números (031) 989747177 ou (031) 996356975.

MAIS NOTÍCIAS