DeFato Online: conteúdo de referência e compromisso com Itabira na cobertura do simulado

Como um veículo de comunicação com DNA itabirano, DeFato Online buscou fazer sua parte ao congregar imenso esforço de cobertura jornalística com a máxima preocupação em sempre entregar o mais confiável, completo e atualizado conteúdo a respeito do primeiro simulado de rompimento de barragem de sua história

DeFato Online: conteúdo de referência e compromisso com Itabira na cobertura do simulado

Apesar de ostentar a condição de cidade-berço da mineração no país, mãe da Vale e responsável por fornecer já há mais de 70 anos matéria-prima para remédios, eletrodomésticos, carros e tudo mais que leva minério de ferro em sua composição, foi somente neste último sábado, dia 17 de agosto de 2019, que Itabira passou pela primeira experiência de como seria o comportamento de seus moradores diante da ruptura de uma das 15 barragens que cercam a cidade e que, juntas, abrigam em torno de 450 milhões de toneladas de rejeitos da extração.

O treinamento levou o nome de simulado de emergência, ou simulado de rompimento de barragem. Na avaliação dos organizadores – a Defesa Civil de Minas Gerais à frente -, a experiência foi positiva, ao envolver diretamente 7.770 pessoas, equivalente a 40% do total de 19 mil participantes estimados inicialmente.

Na história de Itabira, evidentemente, o simulado é uma novidade tardia; já deveria ter ocorrido antes, e não apenas esta única vez, já que as barragens fazem parte da paisagem urbana da cidade desde os primeiros anos da década de 1970.

Ninguém contesta: foi preciso Mariana e, depois, Brumadinho passarem pelos dramas que passaram – e tantas mortes e tanto sofrimento – para que a cidade onde a história da mineração brasileira nasceu se postar diante dessa necessidade.

Pressão sob pressão, cobranças, reputação em jogo: a Vale não pode nunca mais cometer aqueles mesmos erros.

Foi um sábado que muitos itabiranos não esquecerão jamais, porque mostrou o lado mais sombrio da mineração, que é a capacidade devastadora, fatal e genocida das estruturas que reprimem o rejeito das minas.

Da parte deste portal DeFato Online, coube-nos registrar toda a movimentação, na semana de preparação à véspera do simulado e, chegado o dia, das primeiras reuniões da manhã ao momento do treinamento propriamente dito. E, na sequência, prosseguir com as avaliações, a repercussão e o histórico do que foi este primeiro teste de emergência máxima.

Entre reportagens especiais, matérias factuais, notas e registros rápidos, vídeos, lives em redes sociais, áudios de entrevistas e depoimentos e compilações, DeFato Online entregou um completo e robusto material à disposição do leitor interessado a qualquer tempo sobre como foi essa experiência e como ela impactou na vida dos itabiranos. 

A maior parte do material produzido pode ser encontrada no compartimento abaixo usado como agregador deste tema no DeFato Online:

https://defatoonline.com.br/topicos/simulado-de-itabira/

Buscamos, como um veículo de comunicação com DNA itabirano, fazer nossa parte ao congregar imenso esforço de cobertura jornalística com a máxima preocupação em sempre entregar o mais confiável, completo e atualizado conteúdo.

Na equipe de jornalistas, repórteres fotográficos, videomakers, editores e produtores de DeFato Online, nosso intuito foi sempre o mesmo: quando o leitor precisar de alguma informação relevante e confiável sobre Itabira, temos a obrigação em ser a referência número 1.

Em se tratando do simulado, pela dimensão histórica que teve, pelo interesse que despertou e ainda despertará por vários anos, coube-nos seguir à risca esse entendimento do nosso papel social, de difusor de informações e ideias, de conceitos e análises.