Delci perde apoio do PSL e candidatura vira incógnita

Marcada para sábado (12), convenção do PSB foi adiada em cima da hora por problemas do vice Werton Santos (PSL)

Delci perde apoio do PSL e candidatura vira incógnita
Foto: Divulgação

As convenções dos partidos parceiros à candidatura do contabilista Delci Couto, do Partido Socialista Brasileiro (PSB) não ocorreram como o programado. Marcado para esse sábado (12), em João Monlevade, a convenção foi suspensa por problemas na comissão provisória do Partido Social Liberal (PSL), do pré-candidato a vice-prefeito Werton Santos. Delci e seu até então vice, Werton, falaram com a imprensa, esbanjavam confiança e cordialidade, demonstravam otimismo com a parceria e até definiram como “ideais políticos e humanos que se convergem”. Todavia, o presidente do PSL, Marcos Braga, refugou e tirou o apoio do partido à Delci, deixando as pessoas chocadas. O motivo seria uma virada de mesa, na qual o PSL agora irá apoiar o Partido Democrático Trabalhista (PDT), do candidato Railton Franklin.

De acordo com Jean Oliveira, responsável por coordenar a pré-campanha de Werton, a comissão provisória da legenda foi destituída, à exceção do presidente, Marcos Braga, da esposa e de um cunhado, sem a anuência da executiva estadual e de outras pessoas de frente do PSL.

Nos bastidores, o presidente do PSL em João Monlevade, Marcos Braga, decidiu mudar de lado e romper com o PSB. Além disso, o PSL agora se une para apoiar o médico e candidato a prefeito pelo PDT, Railton Franklin. Procurado pela nossa equipe, Marcos não respondeu aos questionamentos até o fechamento da apuração.

Surpresa para o candidato

A notícia caiu como uma “bomba” para Delci, que em exclusividade à DeFato Online mostrou sua insatisfação com a virada de mesa:

O conteúdo continua após o anúncio

“É algo totalmente avesso aos meus princípios como ser humano e como candidato. É preciso acabar com este mercantilismo de siglas que tira o crédito da política, isso é muito triste para a política em geral”, ressaltou Delci.

Ao questionado sobre o futuro, Delci destaca:

“Mais do que ganhar ou perder, é questão de caráter. Eu tenho minha história construída na cidade de forma digna e tenho uma família para honrar. Quem vota é o povo, eles que decidem se eu mereço ou não ser eleito. Mas essa articulação política não me interessa, eu irei decidir quais os próximos passos tomarei”, enfatizou o pré-candidato.

Candidatura vira incógnita

Segundo Delci, após essa mudança de planos, a sua candidatura vira uma incógnita e ele vai pensar até na quarta-feira (16) qual decisão será tomada. A convenção do PSL será realizada na quarta-feira (16), último dia para serem realizadas as convenções partidárias, às 9 horas, na Câmara Municipal, prestando apoio ao PDT.

 

MAIS NOTÍCIAS