Dentista itabirana vive horas de pânico em sequestro

Profissional foi sequestrada no início da noite dessa quarta-feira, 2 de maio, e encontrada horas depois, em Ravena

A noite dessa quarta-feira, 2 de maio, foi de apreensão para mais uma família itabirana em novo caso de sequestro na cidade. A dentista J.M.O.G.G., 54 anos, foi levada por bandidos depois de ter terminado seu expediente, pouco depois das 18h. Ela só foi encontrada no início da madrugada, em Ravena, onde pediu ajuda a um casal.

As informações ainda são desencontradas, já que a Polícia Militar dá continuidade às diligências para encontrar os criminosos. Eles fugiram com o carro da dentista, uma caminhonete Toyota Hilux de cor prata, placa PZQ-8281.

Logo que percebeu que algo de errado havia acontecido com a dentista, a família deu início a uma mobilização nas redes sociais. Parentes e amigos espalharam mensagens informando que estavam sem notícias. O último contato havia acontecido por volta das 18h30, quando a dentista ligou para uma das filhas pedindo que ela colocasse pães de queijo para assar, já que levaria o lanche para o estudo bíblico que faz todas as quartas-feiras.

A vítima ligou para a família após deixar o consultório e se dirigir a um estacionamento privado na rua atrás da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA). Ela foi abordada por dois homens, um deles com uma faca, e obrigada a entrar no carro com os criminosos. A família acionou a PM depois de desconfiar da demora da mulher para chegar na residência e de se certificar que ela não havia seguido direto para o estudo bíblico.

Momentos depois da comunicação, policiais militares examinaram câmeras de segurança de estabelecimentos na região central, mas não conseguiu identificar imagens que pudessem auxiliar nas diligências. Também foi orientado à família que observasse dispositivos que indicassem movimentações nos cartões de crédito da vítima, além da atenção a um possível rastreamento pelo celular.

O conteúdo continua após o anúncio

Militares de toda região foram avisados da ocorrência e montaram operações de cerco e bloqueio nas rodovias adjacentes e na BR-381. No entanto, a dentista só foi encontrada após a meia noite. Ela chegou a ser levada pelos bandidos até Belo Horizonte, mas depois eles retornaram pela estrada federal e a abandonaram em Ravena. A mulher entrou em contato com o marido via telefone informando a localização e que havia sido amparada por um casal. A PM de Itabira, então, enviou uma equipe ao local para trazer a mulher de volta para a cidade.

Em contato com a reportagem de DeFato Online na manhã desta quinta-feira, 3 de maio, o marido de da vítima preferiu não se manifestar sobre o ocorrido. O portal também procurou o comandante da PM de Itabira, tenente-coronel Hudson Ferraz, que disse que se manifestará no início da tarde, já que a corporação ainda está em diligências à procura dos criminosos.

Qualquer informação sobre o paradeiro do veículo pode ser informada à Polícia Militar pelo 190 ou pelo Disque-Denúncia Unificado (DDU), via 181.

Casos seguidos

O sequestro da dentista aconteceu cerca de 48 horas depois de o engenheiro civil Maurício Silveira passar por momento de pânico semelhante. Ele foi levado por bandidos na noite de segunda-feira, 30 de abril, enquanto aguardava a namorada no bairro Caminho Novo. O rapaz foi amarrado no porta-malas de seu carro e só foi liberado após perseguição policial na BR-381, pouco depois do trevo de Itabira. Saiba mais clicando aqui!