Diretor do DAE diz que João Monlevade só tem 10% do esgoto tratado

Cleres Roberto Souza prestou esclarecimentos sobre os serviços prestados pela autarquia

Diretor do DAE diz que João Monlevade só tem 10% do esgoto tratado
Foto: Luciano Vidal/DeFato Online

A Câmara de João Monlevade recebeu na manhã desta terça-feira (15) o diretor-geral do Departamento Municipal de Águas e Esgotos (DAE), Cleres Roberto Souza, para prestação de contas do serviço na cidade. O vereador Thiago Titó (PDT) foi quem propôs o requerimento. Os assuntos mais abordados foram as situações das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) da cidade e a saúde financeira da autarquia. A informação mais relevante mostra que Monlevade tem, hoje, apenas 10% do tratamento de esgoto ocorrendo de forma exemplar.

Vale ressaltar que as obras estão em andamento no município, tanto nos bairros Carneirinhos e Cruzeiro Celeste. De acordo com Titó, algumas expectativas foram atingidas com os esclarecimentos de Cleres, outras não. Também estiveram presentes representando o Legislativo, os vereadores Revetrie Teixeira (MDB), Sinval Jacinto Dias (PSDB), Tonhão (Cidadania) e o presidente da Câmara, Leles Pontes (Republicanos).

Tratamento de esgoto

Uma das informações mais impactantes proferidas por Cleres foi a que João Monlevade só tem 10% do esgoto sendo tratado. De acordo com o vereador Revetrie, o diretor informou que o atraso nas obras da ETE Cruzeiro Celeste dificultam a tão sonhada taxa de tratamento da autarquia nesta ETE, que seria a de 26%. Nesta ETE, mais de R$6 milhões já foram gastos, todavia, necessita de um aditivo de no mínimo R$6 milhões para finalização das obras.

Já em Carneirinhos, o atraso das obras foi por ventura das chuvas segundo Cleres. O valor aproximado desta ETE, até o momento, gira em torno de R$12,5 milhões. Foram gastos R$4,9 milhões. Estando pronta, a expectativa é que atenda 60% do esgoto tratado da cidade. Até o final deste ano, a empresa Degraus em parceria com o DAE, irá fazer um aditivo no tempo para término das obras, em torno de um ano. No momento as obras estão paradas e a expectativa de retorno é em janeiro de 2021.

Além disso, Cleres destacou que para a autarquia chegar nos 100% do esgoto tratado na cidade, pequenas ETE’s teriam que serem feitas em bairros específicios. O vereador Titó nos informou que os locais são os bairros: Boa Vista, Nova Cachoeirinha, Egito, Amazonas e Jacuí.

Saúde financeira

Cleres ressaltou que devido a pandemia, e outros adendos, o balanço final da autarquia em 2020 deve ficar “elas por elas”, ou seja, a margem de superávit ou déficit é irrisória. No entanto, muitas contas de água foram adiadas, com o coronavírus. Esses valores devem cair na conta da autarquia no ano que vem, portanto, não entraram no balanço informado.

Falta d’água

De acordo com o diretor do DAE, 100% dos bairros da cidade estão recebendo água normalmente até este momento. Todavia, o vereador Titó questiona essa informação passada, ressaltando que recebe corriqueiramente questionamentos de populares sobre falta d’água em alguns bairros.

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS