Empresário que chegou a ser preso por suspeita de crime sexual volta a dar aulas em Monlevade

Apurações seguem em sigilo, afirma delegado

Empresário que chegou a ser preso por suspeita de crime sexual volta a dar aulas em Monlevade
Empresário ficou preso em Monlevade – Foto: Cíntia Araújo/DeFato Online

O empresário e professor que chegou a ser preso considerado suspeito de cometer crime sexual em João Monlevade voltou a dar aulas. As investigações correm em sigilo. Duas alunas afirmaram ter tido aulas com ele nesta terça-feira, 20. A secretaria do cursinho do qual ele é proprietário também confirmou. Conforme apurado, ele teria sido solto no último fim de semana.

A reportagem entrou em contato com o delegado chefe da 4ª Delegacia de Polícia Civil de Minas Gerais, Paulo Tavares, que disse que os autos estão na promotoria e ele não teve acesso ainda. O empresário, que é proprietário de um cursinho de pré-vestibular em Monlevade e também em Itabira, estava preso desde o dia 7 de agosto.