Fabriciano implanta barreira sanitária na rodoviária contra o Coronavírus

No momento do desembarque, o passageiro é entrevistado e um formulário é preenchimento

Fabriciano implanta barreira sanitária na rodoviária contra o Coronavírus
Foto: Divulgação/Acom PCF

A Prefeitura de Coronel Fabriciano implantou, nessa segunda-feira (6), uma barreira sanitária contra o novo coronavírus (Covid-19) na rodoviária da cidade. Uma equipe de 15 pessoas capacitadas se reveza, em três turnos, para receber e orientar os viajantes que chegam de fora.

No momento do desembarque, o passageiro é entrevistado e um formulário é preenchimento. É preciso informar o nome completo, idade, profissão, origem e destino. O cidadão informa ainda o motivo da viagem, onde irá hospedar na cidade, com quem vai conviver e se apresenta algum sintoma gripal.

O entrevistador também repassa orientações sobre a Covid-19 ao vigiante e informa sobre as ações desenvolvidas no município. Em caso de suspeita da doença, a população deve procurar a unidade de referência contra o coronavírus, localizada na rua Alberto Scharlet, nº 135, e o Hospital Dr. José Maria Morais.

O conteúdo continua após o anúncio

Fabriciano também oferece orientações por WhatsaApp. Através do número (31) 9 9674 7263, o paciente pode se consultar por meio digital com profissionais médicos e enfermeiros do outro lado da linha e ser orientado a procurar o serviço mais adequado, conforme os sintomas que estiver apresentando.

“A barreira sanitária é mais uma medida que adotamos em Coronel Fabriciano para proteger o nosso cidadão e resguardar aos que chegam. Muitas vezes a pessoa vem e não sabe para onde se dirigir caso adoeça. Estamos informando e vigiando para que o cidadão também não tenha um comportamento de risco”, disse a secretária de Saúde, Kátia Barbalho Costa.

Segundo a secretária, o Comitê Gestor de Crise atua em todos os fronts para conter o coronavírus na cidade. Sendo assim, tem agido com rigor no monitoramento de pessoas que chegam de fora. Na última semana, três casais que vieram do exterior foram visitados em casa e orientados a guardar a quarentena.

“A população está de olho e denuncia quem tem comportamento inadequado. Se a pessoa veio de uma área endêmica não pode chegar aqui e passear pela cidade antes de guardar a quarentena. Isso coloca em risco a saúde dos outros”, completou Kátia Costa.

Denúncias

As denúncias em Coronel Fabriciano podem ser feitas por meio do site https://eouve.com.br/, ou ainda pelo aplicativo, disponível gratuitamente pelo Play Store e App Store. O denunciante tem a identidade preservada.

MAIS NOTÍCIAS