Fortes chuvas acendem novo alerta em Monlevade

Moradores do Santa Cruz reclamam de manilha entupida. Prefeitura afirma ter cronograma de limpeza

Fortes chuvas acendem novo alerta em Monlevade
Moradores registram impacto da chuva desta quinta (13) no bairro Santa Cruz – Foto: Reprodução/WhatsApp

A previsão de chuva constante em João Monlevade para as próximas horas acendeu o alerta na cidade. Nesta quinta (13), a chuva que caiu na manhã e início da tarde foi suficiente para causar transtornos no bairro Santa Cruz, um dos que mais foram atingidos no final de janeiro. Moradores do local afirmam que a Prefeitura vem fazendo limpeza dos bueiros, mas as manilhas estão entupidas, o que impede o escoamento da água.

Veja vídeo abaixo:

 

Ainda sobre as chuvas, o vereador Belmar Diniz (PT) apresentou o balanço atual das áreas atingias e inseridas no Formulário de Informações do Desastre (FIDE). Segundo o vereador, em Monlevade foram 315 áreas afetadas, sendo 17 vias públicas e 298 particulares. Há ainda quatro famílias inseridas no aluguel social. “Outras famílias já fizeram requerimento do benefícios. Os pedidos são analisados pelo Jurídico da Prefeitura”, enfatizou Belmar.

Prefeitura se manifesta

O conteúdo continua após o anúncio

A reportagem da DeFato entrou em contato com a Prefeitura. Segundo a Assessoria de Comunicação, os serviços de desobstrução de redes pluviais continuam sendo feitos em vários pontos da cidade, inclusive no bairro Santa Cruz. Ainda conforme nota, “a Defesa Civil prossegue monitorando e vistoriando os locais de risco e com possibilidade de serem atingidos, mais uma vez, pelas chuvas”.

Ainda sobre auxílios

Dois projetos de Lei relacionados a atendimento de atingidos pelas chuvas e enchente foram aprovados pelos vereadores nesta quarta (12), em primeiro turno. Outros dois anteprojetos também. Importante destacar que apesar de aprovados, é preciso que a prefeita Simone Carvalho Moreira (PSDB) reenvie ao Legislativo os anteprojetos na forma de projetos de Lei, para serem votados novamente. Somente se aprovado é que terão força de Lei.

O vereador Belmar Diniz (PT) é autor de duas propostas. O primeiro é o projeto de Lei 1.112/2020, que isenta do pagamento de IPTU proprietários de imóveis  atingidos pelas chuvas. O segundo é anteprojeto 03/2020, que autoriza a Prefeitura conceder isenção total da tarifa de água e esgoto a esses atingidos.

Outro que fez projeto foi o vereador Guilherme Nasser (PSDB). Ele elaborou um anteprojeto de Lei, que autoriza a Prefeitura a pagar no mínimo meio salário mínimo pelo período de três meses a cada família que tenha tido perda parcial ou total do imóvel. Contudo, é necessário que a Defesa Civil, bem como a Secretaria Municipal de Assistência Social atestem a situação para definição de valor.

Por parte da Prefeitura, a proposta engloba três benefícios às vítimas das chuvas e enchente. O primeiro é a isenção de IPTU referente a 2020. O segundo é a isenção de taxa de água por dois meses a essas famílias. Por fim, ainda é contemplado no projeto o fornecimento de materiais básicos para as reformas necessárias das casas

MAIS NOTÍCIAS