Guarda Municipal: vereadores definem proposta como “projetinho” e pedem reformulação em Monlevade

No projeto da Prefeitura são criadas 12 vagas. Os vereadores entendem que o ideal são 30 guardas em Monlevade

Guarda Municipal: vereadores definem proposta como “projetinho” e pedem reformulação em Monlevade
Belmar Diniz e Pastor Carlinhos junto a um representante da Guarda Municipal de Nova Lima – Foto: Divulgação

A Prefeitura de João Monlevade encaminhou à Câmara de Vereadores um projeto de Lei que cria a guarda municipal. A proposta está na comissão de Finanças e Orçamento para análise dos edis. Uma das ações era conhecer o trabalho em uma cidade onde já se tem uma guarda municipal. Assim, os vereadores Belmar Diniz (PT) e Pastor Carlinhos (MDB) foram até a cidade de Nova Lima. E comparando o projeto desenvolvido lá com o que a Prefeitura quer implantar, Belmar  definiu a proposta monlevadense como “projetinho”.

Segundo Belmar, a guarda municipal, para ser implantada como se deve, tem alto custo de manutenção. “O projeto da Prefeitura, infelizmente, é projetinho. É muito pequeno ao que deveria ser para funcionar direito. Diria até que é pífio”, opinou o vereador. Para se ter uma noção, no projeto da Prefeitura são criadas 12 vagas, sendo que duas são de chefia. A partir da visita em Nova Lima, os vereadores entendem que o ideal são 30 guardas.

Autonomia

O conteúdo continua após o anúncio

Belmar Diniz defende ainda que é importante preocupar com a infraestrutura da guarda, como recursos financeiros e número de funcionários, para que o projeto “não nasça morto”. Complementando a questão, eles querem ainda autonomia no trabalho dos guardas municipais.

Pastor Carlinhos concordou com o petista. Segundo ele, a guarda municipal deveria ser criada com concurso público. “Em Nova Lima são mais de 90 pessoas envolvidas no trabalho. Acho sim que João Monlevade precisa do projeto, mas não do jeito que a Prefeitura enviou. Parabenizo o Executivo pela ideia, mas é preciso mais do que eles colocaram no projeto para montar a estrutura”, destacou Pastor Carlinhos.

Verba federal

O vereador ainda informou que existe verba federal para se montar uma guarda municipal. “Só precisa de força e boa vontade para levar a proposta em Brasília. Eles destinaram R$510 mil para criação da guarda em Nova Lima. Deixamos cópia do projeto da Prefeitura de Monlevade para eles analisarem. Juntos podemos construir uma guarda civil com força, para que possamos ser exemplo. João Monlevade merece”, defendeu Pastor Carlinhos.

MAIS NOTÍCIAS