HNSD mantém paciente internado e isolado por suspeita de coronavírus

Até a manhã desta quarta-feira (25), Itabira tinha 41 casos em investigação

HNSD mantém paciente internado e isolado por suspeita de coronavírus
Foto: Divulgação

Até a manhã desta quarta-feira (25), Itabira registrava 41 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19). Do total, um paciente segue internado no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD), de acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Itabira. Segundo a Secretaria de Saúde, o paciente está internado em uma ala isolada e destinada às pessoas que apresentem os sintomas da doença. O quadro dele é estável.

“A equipe técnica do HNSD vem acompanhando a evolução dos sintomas desse paciente, que vem apresentando melhoras”, diz nota enviada à imprensa.

O paciente internado é um rapaz de 19 anos. O quadro de saúde dele era estável, porém o jovem apresentava quadro de pneumonia. De acordo com a Prefeitura de Itabira, o rapaz apresentou sintomas na quinta-feira (19) e foi internado no sábado (21), apresentando febre, tosse e dificuldade respiratória. As equipes médicas buscam esclarecer as síndromes febril e respiratória.

O conteúdo continua após o anúncio

Outro paciente jovem com suspeita de coronavírus é uma moça de 19 anos, grávida, que deu entrada no HNSD no domingo (22), também com febre e dificuldades respiratórias. Ela, no entanto, tem quadro estável e foi liberada na tarde desta quarta (25), segundo a Prefeitura, para seguir ao isolamento domiciliar.

“Neste momento de enfrentamento à disseminação do Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde e o HNSD ressaltam a importância da população se manter em isolamento domiciliar, contribuir para um serviço de saúde em pleno funcionamento e evitar o surgimento de situações mais graves”.

Informações

Se apresentar sintomas de Covid-19 (dor de garganta, tosse, febre e/ou dificuldades para respirar), dúvidas podem ser esclarecidas pela central de atendimento disponibilizada pela Prefeitura de Itabira: (31) 3839-2133. Só é recomendado o comparecimento aos hospitais, pronto-socorro e demais unidades de saúde em casos de urgência e emergência.

MAIS NOTÍCIAS