Homem preso em função da Lei Maria da Penha é encontrado morto no presídio de Itabira

Felipe Teixeira havia dado entrada no presídio de Itabira na noite de domingo (16) depois de ter sito preso em função da Lei Maria da Penha.

Homem preso em função da Lei Maria da Penha é encontrado morto no presídio de Itabira
Presídio de Itabira – Foto: Thales Benício/DeFato

Um detento que cumpria pena no presídio de Itabira foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (17). De acordo com a Secretaria de Justiça e Segurança Pública, por meio do Departamento Penitenciário (Depen-MG), Felipe Henrique Alexandre Teixeira, de 38 anos, foi encontrado morto no setor de triagem da unidade prisional, localizada na na rodovia MG-129, km 25, região do Rio de Peixe, na zona rural do município.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado pelos policiais penais, mas na chegada da equipe de resgate o médico pôde apenas constatar o óbito de Felipe Teixeira. O local foi preservado para os trabalhos da perícia técnica da Polícia Civil que foi acionada.

O conteúdo continua após o anúncio

Um procedimento interno de investigação preliminar foi instaurado para apurar administrativamente o ocorrido. O inquérito e as investigação criminais serão de responsabilidade da Polícia Civil. Segundo a Secretaria de Justiça e Segurança Pública, a perícia constatou que o óbito foi causado por autoextermínio.

Felipe Teixeira havia dado entrada no presídio de Itabira na noite de domingo (16) depois de ter sito preso em função da Lei Maria da Penha. Ele permaneceu sozinho em uma cela no setor de triagem. O corpo do detento foi encaminhado ao Posto Médico Legal para ser examinado pelo legista que emitiu o atestado de óbito.

O presídio de Itabira tem capacidade para 194 detentos, mas abriga quase que o dobro. Em média, 38 funcionários permanecem na unidade prisional por dia, dentre agentes de segurança, servidores administrativos e diretores. Os detentos recebem visitantes sempre às quartas e domingos, de 8h às 16h. Em média, são 90 pessoas por dia. Um novo presídio vem sendo construído e, a expectativa, é que a unidade prisional fique pronta até o fim de 2020.

MAIS NOTÍCIAS