Itabira: Copa Luiz Miranda de futebol amador começa no domingo

A competição contará com dez equipes e jogos acontecendo em três estádios: Grêmio, Vila Nova e Valério

Itabira: Copa Luiz Miranda de futebol amador começa no domingo
Diretoria da Lifa inspeciona o campo do Valério. – Foto: Divulgação/Lifa
O conteúdo continua após o anúncio


A bola volta a rolar nos gramados itabiranos. A Liga Itabirana de Futebol Amador (Lifa) comunicou que a Copa Luiz Miranda terá início no próximo domingo (24) — com dez equipes e jogos acontecendo em três estádios: Grêmio, Vila Nova e Valério. A abertura acontece às 8h45, no estádio do Valério Esporte Clube. A cerimônia contará com o prefeito Marco Antônio Lage (PSB), que dará o pontapé inicial. A competição funcionará como teste para o retorno do campeonato local, previsto para acontecer em 2022.

Devido a pandemia, os jogadores que estiverem no banco de reserva, além do distanciamento, deverão fazer o uso de máscara, retirando apenas para jogar. Os outros integrantes — dirigentes, massagistas etc. — também deverão usar a máscara.

Também acontecerá aferição da temperatura, disponibilização de álcool em gel e higienização dos vestiários. O protocolo sanitário da competição também estabelece que os uniformes dos atletas deverão ser encaminhados para uma lavanderia para descontaminação.

Segundo a Lifa, as agremiações que participarão da Copa Luiz Miranda receberam um conjunto completo de uniforme esportivo contendo 20 camisas, 20 calções e 20 pares de meiões, além de dois conjuntos (camisa, calção e meião) de goleiro.

Serão premiados o campeão e o vice-campeão com troféus e medalhas. Artilheiro e o melhor goleiro também recebem condecorações.

Os jogos

Na fase classificatória, os dez times foram divididos, por sorteio, em duas chaves com cinco equipes em cada. Na chave A estão União, Grêmio, Ivipa, Campestre e Santa Maria. Já a chave B é composta por Santa, Vila Nova, Bela Vista, River e São Lourenço.

Em cada chave, as equipes jogarão entre si e em turno único. Serão classificadas as duas melhores colocadas de cada chaveamento, respeitando os critérios de desempate, se necessário.

De acordo com Ricardo de Freitas, presidente da Lifa, “a disputa em três fases agrada os dirigentes e atletas já que todos têm oportunidade de jogarem entre si”.

Na fase semifinal, o primeiro colocado da chave A enfrenta o segundo colocada da chave B. Do mesmo modo, o primeira colocado da chave B pega o segundo da chave A. Os vencedores vão para a final. Em caso de empate, serão cobradas cinco penalidades máximas, de forma alternada, por atletas diferentes e que tenham terminado a partida.

A final será decidida em jogo único. Em caso de empate no tempo normal, acontecerá cobranças de penalidades — com os mesmos critérios previstos para a semifinal.

* Com informações da Lifa.

MAIS NOTÍCIAS