Moradores do Pedreira protestam contra superlotação em ônibus

Manifestação aconteceu na avenida João Soares da Silva, no bairro Campestre,

Moradores do Pedreira protestam contra superlotação em ônibus
Foto: Thales Benício/DeFato

Quatro ônibus da empresa Transportes Cisne tiveram o itinerário interrompido por cerca de 30 minutos devido a uma manifestação popular na noite desta terça-feira (15), em Itabira. O protesto aconteceu na avenida João Soares da Silva, no bairro Campestre, por volta de 19h.

Moradores do bairro Pedreira do Instituto pararam os veículos nas proximidades da Delegacia de Polícia Civil para chamar a atenção das autoridades devido a superlotação dos coletivos. A Polícia Militar foi avisada da manifestação e guarnições foram enviadas ao local.

O conteúdo continua após o anúncio

Por se tratar de uma manifestação pacífica, os militares orientaram os moradores sobre os meios legais para obter mudanças nos horários e até mesmo o reforço de mais ônibus para evitar as lotações. Segundo alguns passageiros, no horário de pico muitas pessoas fazem o trajeto em pé e espremidos nos corredores dos ônibus.

O gerente-geral da Transportes Cisne, Albino Pinheiro, esteve no local e orientou os moradores que as demandas devem ser ser levadas ao Departamento de Operação e Fiscalização da Superintendência de Trânsito de Itabira (Transita). De acordo com Albino Pinheiro, a Transita é o órgão responsável por determinar os horários e itinerário dos ônibus. Além disso, ele afirmou que a empresa está pronta para realizar qualquer alteração no itinerário que seja necessária para atender aos anseios da população.

MAIS NOTÍCIAS