Kalil afirma que não vai fechar a cidade, mas alerta: “pandemia ainda não acabou”

Prefeito e secretário de saúde farão coletiva na tarde desta quarta-feira

Kalil afirma que não vai fechar a cidade, mas alerta: “pandemia ainda não acabou”
Prefeito Alexandre Kalil. (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press – 13/01/2022)

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou em sua conta no Twitter, que não vai fechar a cidade e que isso trata-se apenas de especulação. Kalil fez pronunciamento na tarde desta terça-feira (25), um dia antes de coletiva de imprensa da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH).

Atualmente, praticamente todas as atividades podem funcionar normalmente em Belo Horizonte, com exceção de saunas. Depois de um período restritivo, a capital voltou a apresentar normalidade no funcionamento dos estabelecimentos. Porém, o número de casos tem aumentado na cidade e alguns questionamentos passam a ser feitos quanto ao retorno de aulas presenciais, presença de público nos estádios e capacidade em estabelecimentos.

A Prefeitura convocou uma coletiva de imprensa para a tarde desta quarta-feira (26), para tratar sobre o “cenário da pandemia na capital”. A coletiva vai contar com a presença do prefeito, Alexandre Kalil, o secretário de Saúde, Jackson Machado, e membros do comitê de enfrentamento à Covid-19.

Indicadores de monitoramento

Nos últimos dias, as taxas de ocupação de leitos de enfermaria e de UTI estão no alerta vermelho. Segundo o boletim epidemiológico desta terça-feira (25), a taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 88,5% e de enfermaria está em 90,5%.

Já o RT, que mede a transmissão do vírus, está em alerta amarelo, em 1.16, o que significa que cada 100 pessoas transmitem o vírus para outras 116.

O boletim também mostra que 87,9% da população total de Belo Horizonte já recebeu uma dose de vacina contra a Covid-19, 82,2% receberam duas doses ou dose única e 30% já receberam dose de reforço.

MAIS NOTÍCIAS