Liga das Nações: Itália derrota Bélgica e termina em 3º lugar

A atual campeã da Eurocopa derrotou a Bélgica por 2 a 1, em Turim, diante de sua torcida. Barella e Berardi marcaram os gols da Itália e Ketelaere descontou para os belgas

Liga das Nações: Itália derrota Bélgica e termina em 3º lugar
Foto: Divulgação/Federação Italiana de Futebol

Após decepcionar contra a Espanha na semifinal, a seleção da Itália se redimiu neste domingo (10) ao garantir o terceiro lugar da Liga das Nações da Uefa. A atual campeã da Eurocopa derrotou a Bélgica por 2 a 1, em Turim, diante de sua torcida. Barella e Berardi marcaram os gols dos anfitriões.

A nova competição da Uefa será decidida ainda neste domingo, a partir das 15h45, entre Espanha e França. A partida também será disputada em solo italiano, mas em outro estádio, no San Siro, em Milão.

Itália e Bélgica foram a campo neste domingo com muitas mudanças em suas escalações. Na seleção italiana, Roberto Mancini mudou todos os setores. Jorginho, brasileiro naturalizado italiano, entrou apenas no segundo tempo. O mesmo aconteceu com Kevin de Bruyne, pela equipe belga.

Apesar do tom de amistoso, o primeiro tempo do jogo foi pegado, com mais faltas do que bom futebol. Os italianos foram ligeiramente melhor, por manterem mais a base do setor ofensivo. Mas nada que empolgasse sua torcida, em Turim.

A bola só entrou no segundo tempo, e logo no primeiro minuto. Após cobrança de escanteio na área, Barella pegou de primeira e mandou para as redes. A Bélgica tentou reagir aos 14, quando Batshuayi acertou a trave. Carrasco fez o mesmo aos 36. Ao todo, foram três bolas na trave em lances da Bélgica. Quando acertava o gol, o ataque belga parava nas boas defesas do goleiro Donnarumma.

Do outro lado, a Itália era mais eficiente, principalmente ao aproveitar os erros da defesa belga. Castagne derrubou Chiesa dentro da área e Berardi cobrou a penalidade com eficiência, aos 17 minutos.

Os belgas só conseguiram levar perigo, e marcar seu gol, aos 41 minutos. Foi quando o goleiro Courtois iniciou contra-ataque ao acionar rapidamente De Bruyne, que deu passe preciso para Ketelaere anotar, selando o placar.

* Com Estadão Conteúdo.

MAIS NOTÍCIAS