Mais uma vez: sessão da Câmara de Itabira é encerrada por falta de quórum

Ao longo da reunião desta terça-feira (11), a sessão foi perdendo ordem e os vereadores, um a um, foram esvaziando o plenário

Mais uma vez: sessão da Câmara de Itabira é encerrada por falta de quórum
Foto: Guilherme Guerra/DeFato

A sexta reunião ordinária da Câmara Municipal de Itabira precisou ser encerrada “mais cedo” na tarde desta terça-feira (12), após falta de quórum no Plenário. Ontem (11), a reunião semanal das comissões temáticas já havia sido finalizada pelo mesmo motivo. 

Ao contrário da reunião de comissões, hoje, todos os vereadores estavam presentes na Câmara no início da sessão. Enquanto o encontro transcorria em normalidade, foram votados e aprovados seis projetos de lei, feitos três pedidos de vista em projetos de resolução, além de terem sido aprovados outros nove requerimentos. Porém, enquanto eram feitas as leituras das indicações ao prefeito Marco Antônio Lage (PSB), a sessão foi perdendo ordem e os vereadores, um a um, foram esvaziando o plenário. 

O debate sobre as indicações estava “emperrado”, já que a pauta seguia em outros temas, reclamações e “bate-bocas”. No momento em que Sebastião Ferreira Leite “Tãozinho” (Patriota) requereu questão de ordem por falta do número mínimo de vereadores, estavam presentes (além dele): Reinaldo Lacerda (PSDB), Marcelino Freitas Guedes (PSB), Carlos Henrique de Oliveira (PDT), Heraldo Noronha (PTB) e Luciano Gonçalves “Sobrinho” (MDB). 

Após o encerramento da reunião, Roberto Fernandes Carlos de Araújo “Robertinho da Auto Escola” (MDB) e Bernardo Rosa (Avante) – que momentos antes acompanhavam a sessão –  voltaram ao plenário, mas o encontro já havia sido finalizado. 

 

cassino criptomoedas